Ópera de Santoro e maestro do AM conquistam Prêmio Lauro Machado Coelho

Compartilhe:

O júri Prêmio Lauro Machado Coelho de Ópera escolheu Alma, de Claudio Santoro, apresentada no Festival Amazonas de Ópera (FAO) como melhor espetáculo do gênero deste ano.,

Os especialistas confirmaram a vitória anterior da ópera pelo voto popular.

O maestro amazonense Hilo Carriel ficou com o Prêmio Jovem Talento, que, por meio do voto do público, foi conquistado pela maestrina Maíra Ferreira.

Os detalhes da premiação estão na revista  Concerto (aba Notícias), edição de janeiro/fevereiro.

Alma foi a única ópera criada por Claudio Santoro. A peça é  baseada na obra de Oswald de Andrade.

Neste ano, a produção ganhou nova versão, elaborada pelo cravista Alessandro Santoro, filho do maestro.

Alessandro Santoro incluiu na peça uma nova revisão, indicações e correções precisas de trechos, confirme orientações contidas em uma manuscrito do pai, que ele achou em seus arquivos.

A produção foi apresentada foi apresentada nos dias 26, 28 e 30 de maio, no Teatro Amazonas.

Na votação popular e na escolha do júri, Alma ficou à frente das outras duas concorrentes: Prism, de Ellen Reid, do Theatro Municipal de São Paulo, e Ritos de Perpassagem, de Flo Menezes, encenada no Theatro São Pedro de São Paulo.

Jovem talento

O Jovem Talento de 2019, Hilo Carriel, é pianista do Coral do Amazonas, regeu as estreias mundiais de duas óperas, diversas músicas sinfônicas e de câmara, e colaborou com compositores no Peabody Institute (EUA).

“Recebi a notícia do prêmio com muita alegria. É um reconhecimento e a confirmação de que estou no caminho certo e minha dedicação está sendo notada nacionalmente”, celebrou o maestro, segundo nota jornalística SEC.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.