Cristãos renovam pacto por cultura de compaixão e solidariedade com budistas

Compartilhe:

Jane Nogara*

Foi divulgada na manhã desta quinta-feira (02/04) a mensagem do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso aos Budistas por ocasião do Vesakh 2020, festa mais importante para os budistas em que se comemora os eventos principais da vida de Buda.

Neste ano o tema da mensagem Construamos uma cultura de compaixão e fraternidade quer evidenciar o alto valor que as recíprocas tradições religiosas, católicos e budistas, “atribuem a esses valores na busca espiritual, no testemunho e no serviço à humanidade e à uma terra ferida”.

Boa vizinhança

No documento do Dicastério, é recordado o encontro do Papa Francisco e do Patriarca Supremo dos Budistas na Tailândia em novembro passado.

Na ocasião o Pontífice afirmou: “Poderemos crescer num estilo de boa ‘vizinhança’. Promover entre os fiéis das nossas religiões”, a capacidade, “de gerar e incrementar iniciativas concretas no caminho da fraternidade, especialmente com os mais pobres, e em referência à nossa casa comum tão maltratada.

Desta forma, contribuiremos para a formação de uma cultura de compaixão, fraternidade e encontro, tanto aqui como em outras partes do mundo”.

Depois de recordar dos gestos do príncipe Siddharta e de São Francisco de Assis que abandonaram títulos e vestes de luxo para viverem na pobreza e oração, a mensagem nos recorda que “o exemplo deles e de seus seguidores nos inspira a uma vida na qual devemos pensar naquilo que é mais importante”.

“Consequentemente, podemos nos dedicar a promover uma cultura de compaixão e fraternidade para aliviar os sofrimentos da humanidade e do ambiente”.

Pacto Educativo Global

Em seguida lê-se na mensagem que para garantir a continuidade das relações entre as religiões é necessário um processo educativo, recordando o evento que será realizado em outubro de 2020 sobre o tema Reconstruir o pacto educativo global, promovido pelo Papa Francisco.

É um convite aos budistas para a promoção desta iniciativa nas comunidades que tem como objetivo cultivar um novo humanismo.

A mensagem se conclui com os votos de oração pelos que sofrem com a pandemia do coronavírus e os profissionais da saúde. “Encorajamos os fiéis a viver este difícil momento com esperança, compaixão e caridade”.

Assinam a mensagem o presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, o cardeal Miguel Ángel Ayuso Guixot, MCCJ e seu secretário Mons. Kodithuwakku K. Indunil J.

Fonte *Vatican News

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.