Ivete Sangalo e Dilsinho gravam música beneficente com artistas latinos

Compartilhe:

A empresa Sony Music Latin, em parceria com a ONG Global Citizen, lançaram uma nova versão do ema Color Esperanza para arrecadar fundos para a resposta da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, contra a Covid-19.

Os brasileiros Ivete Sangalo e Dilsinho fazem parte de um grupo de 30 artistas convidados, que incluem Ruben Blades, Prince Royce, Carlos Rivera ou Carlos Vives.

Esperança

A gravação do tema de Diego Torres está disponível em todas as plataformas digitais. Em nota, o presidente latino-americano da Sony Music, Alex Gallardo, disse que há quase 20 anos que o tema “brilha como um farol de esperança para os fãs de música em todos os lugares.”

Segundo Gallardo, “a nova versão deste clássico inclui algumas das maiores estrelas da música latina” porque “a música traz esperança quando mais precisamos dela.”

Para o co-fundador da Global Citizen, Hugh Evans, a iniciativa é uma forma de “celebrar os profissionais de saúde em todo o mundo e apoiar a resposta da Opas.”

Segundo ele, o mundo “deve continuar trabalhando como uma comunidade global para enfrentar a crise e investir nas soluções necessárias para impedir outra pandemia. ”

Já a diretora da Opas, Carissa F. Etienne, agradeceu as duas organizações, dizendo que “trazem esperança ao povo das Américas.” Etienne afirmou que os fundos arrecadados permitirão que a agência continue apoiando os Estados-membros na sua resposta, sobretudo para as populações mais vulneráveis

Música

Color Esperanza foi escrita pelo compositor argentino Coti Sorokin e pelo produtor Cachorro López, com a colaboração de Diego Torres.

Desde seu lançamento, há quase 20 anos, que oferece uma mensagem de união e paz e esperança. O tema já foi adotado por várias causas e movimentos sociais, devido à sua mensagem sobre mudança.

Além do áudio, foi lançado um vídeo com todos os artistas. Para oferecer suporte, os fãs podem usar as hashtags #streamforhope, #streamforesperanza ou #coloresperanza2020.

Fonte: ONU News

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.