Internautas denunciam desrespeito a medidas sanitárias em live de bumbás

Não faltaram críticas nas redes sociais virtuais ao modo como os bois-bumbás Garantido e Caprichoso se apresentaram na LiveParintins, no bumbódromo, ontem à noite, com transmissão da TV A Crítica.

O Festival Folclórico de Parintins, que ocorreria nesse final de semana, foi suspenso em razão da pandemia do novo coronavírus.

O evento surpreendeu os internautas com um número expressivo de brincantes na arena, que não combina com o estado de “toque de recolher” adotado pela Prefeitura de Parintins para conter a disseminação do novo coronavírus.

“Estamos em toque de recolher ou com transmissão comunitária de vírus?”, perguntou um internauta. Outro reclamou do desrespeito dos bumbás às famílias das vítimas da Covid-19, entre elas, as indígenas.

Os internautas imaginavam uma live envolvendo apenas músicos e não alegorias, coreografias, rituais, vaqueiradas e outros itens.

Havia brincantes sem máscaras e o distanciamento de dois metros entre as pessoas não foi devidamente respeitado.

O presidente do boi-bumbá Garantido, Fábio Cardoso, e o responsável pela vigilância sanitária no bumbódromo tiraram as máscaras para ser entrevistados pelos repórteres da TV, que também estavam sem essa proteção.

O evento contou com a presença do secretário de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, Macos Apolo Muniz.

A maioria dos internautas, entretanto, entrou no clima da festa e espichou a audiência da transmissão, que durou mais de quatro horas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.