Atriz Carol Castro ajuda crianças a lidar com pandemia

Em 18 minutos de história, a atriz Carol Castro interpreta várias personagens, entre elas Ário e Sara – uma criatura fantástica e uma menina que viajam juntos pelo mundo em busca de respostas sobre a COVID-19. O projeto foi desenvolvido pela OPAS, instituição vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU). Foto: Reprodução

Compartilhe:

Explicar às crianças o que é a pandemia de COVID-19 e quais suas consequências pode ser uma dura tarefa para mães, pais, cuidadores(as) e professores(as). Para apoiá-los nesta missão, a atriz brasileira Carol Castro interpreta direto de sua casa a história “Meu herói é você”, que busca transmitir informações sobre a doença e ajudar crianças a lidar com este momento difícil.

O videobook é resultado de uma parceria entre a Rede Internacional de Saúde Mental e Apoio Psicossocial em Emergência Humanitárias (MHPSS.net) e a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil.

Em 18 minutos de história, cheios de aventuras e conhecimento, Carol Castro interpreta várias personagens, entre elas Ário e Sara – uma criatura fantástica e uma menina que viajam juntos pelo mundo em busca de respostas sobre a COVID-19. A narrativa mostra às crianças como podem se proteger e proteger quem amam do novo coronavírus e como é possível lidar com emoções difíceis quando se enfrenta uma nova realidade que muda rapidamente. Assista:

O videobook “Meu herói é você” é uma adaptação do livro “My hero is you”, voltado principalmente para crianças entre 6 e 11 anos.

A obra, que já foi traduzida para mais de 100 línguas e também registrada em áudio, é fruto de um projeto do Comitê Permanente Interagências (IASC) para a Saúde Mental e Apoio Psicossocial em Emergências Humanitárias, uma colaboração de mais de 50 organizações internacionais que trabalham em crises humanitárias, incluindo OMS, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), e outras agências humanitárias internacionais, como a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, Médicos Sem Fronteiras, Save the Children.

Durante os estágios iniciais da construção do livro, mais de 1,7 mil crianças, pais, cuidadores e professores de todo o mundo compartilharam informações sobre como estavam lidando com a pandemia de COVID-19.

A contribuição foi inestimável para a roteirista e ilustradora Helen Patuck e a equipe do projeto para garantir que a história e suas mensagens pudessem alcançar crianças de diferentes origens e continentes.


Fonte: ONU Brasil

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.