Deprecated: A função Advanced_Ads_Plugin::user_cap está obsoleta desde a versão 1.47.0! Em vez disso, use \AdvancedAds\Utilities\WordPress::user_cap(). in /var/www/html/amazonamazonia.com.br/web/wp-includes/functions.php on line 5381

Pesquisa identifica novas bactérias e fungos com potencial biotecnológico

Cientistas do Ipem/AM e da Embrapa Ocidental coletaram os novos microrganismos nos rios Madeira, Purus, Solimões e Juruá.

Compartilhe:

Uma pesquisa inédita realizada pelo Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), em parceria com a Embrapa Amazônia Ocidental, foi fundamental para a descoberta de novos bactérias e fungos com potencial biotecnológico, científico, farmacológico e de interesse econômico.111111

Os microrganismos ainda estão fase de identificação genética e enzimática e, por isso, não tiveram seus nomes revelados pelos pesquisadores.

O estudo foi realizado nos rios da Amazônia entre 2018 e 2019.

Embarcação equipada com laboratórios de pesquisa

“Por meio de um termo de cooperação técnico-científico entre o Ipem e a Embrapa foi possível fazer pesquisas nos rios da Amazônia. Esse trabalho foi realizado na embarcação fluvial do Ipem, desde o processo de coleta in loco, crescimento, pesagem, utilização de luminosidade, preparação e separação de microrganismos que eram mantidos em temperatura de 1°C a 3°C para a contraprova no laboratório da Embrapa”, explicou a coordenadora da pesquisa científica pelo Ipem-AM, Natália Salinas.

Nessas expedições, as coletas foram realizadas a cada 50 quilômetros, nos rios Madeira, Purus, Solimões e Juruá. A embarcação fluvial possui estrutura com equipamentos de alta tecnologia, laboratórios controlados sanitariamente e cabines de fluxo laminar para evitar a contaminação no ambiente.

Após descoberta dos novos microrganismos, o projeto de pesquisa está em fase de identificação genética e enzimática desses seres, que podem ser utilizados nas áreas de medicina, engenheira agrônoma e genética molecular.

Os resultados das análises podem levar de dois a cinco anos para publicação científica e divulgação para a sociedade em geral.

Márcio André Brito, presidente do Ipem/AM/Inmetro

“A embarcação do Ipem-AM/Inmetro também realizou diversas viagens nos rios da Amazônia, possibilitando fazer coletas de amostras de água dos rios para a pesquisa de violaceína em outro projeto do Instituto”, acrescentou o diretor-presidente do Ipem-AM, engenheiro Márcio André Brito.

Além das atividades realizadas na área de pesquisa, o Ipem-AM atua na fiscalização de produtos e serviços executados, nas áreas de metrologia e avaliação da conformidade, com o objetivo de assegurar os direitos dos consumidores amazonenses e garantir uma concorrência justa no mercado.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.