SEC coloca documentários sobre artistas do AM à disposição do público

Artistas plásticos, críticos de cinema e cinéfilos, agitadores e colecionadores culturais, fotógrafos, lendas do teatro e do esporte amazonense fazem parte da série de documentários de Sérgio Cardoso exibida no Facebook da Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas, durante o período de isolamento social em prevenção à Covid-19.

Os filmes estão todos disponíveis na rede social e no Portal da Cultura, na aba Cultura sem sair de casa.

Você pode acessar os filmes no Portal diretamente pelo link bit.ly/cinedecasaportal. Já a lista de reprodução no Facebook, você acessa aqui bit.ly/cinedecasaface.

Neste sábado (25/07), às 19h, será exibido o último filme da série Cine sem sair de Casa.

Trata-se do documentário Jerusa Mustafa – A Pianista da Cidade, sobre a principal intérprete amazonense da obra dos compositores eruditos Frederico Chopin e Franz Liszt no século 20 e professora responsável pela formação de gerações de artistas por meio do Conservatório de Música Joaquim Franco.

De acordo com Sérgio Cardoso, que assina o roteiro e direção dos curtas e longas-metragens exibidos, o objetivo das obras era preservar a memória da cidade.

“Manaus é uma cidade que, muitas vezes, não tem memória. Estes artistas e personalidades precisam ser preservados para que novas gerações os conheçam. Muitos deles já não estão conosco e por meio destes filmes, podemos nos lembrar deles e lembrar da Manaus em que eles habitavam. Fiz estes filmes pela memória e pelo meu amor ao cinema”, afirmou o artista plástico.

Além da obra deste sábado, já foram exibidos, ao todo, 16 filmes no Facebook da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam) que juntos acumulam mais 11 mil visualizações.

Entre os destaques estão documentários sobre os artistas Óscar Ramos, Roberto Evangelista, Joaquim Marinho, Jair Jacqmont, Hahnemann Bacelar e grandes personalidades do esporte, como Carlos Zamith, Amadeu Teixeira e Arnaldo Santos, entre outros.

O jornalista Leanderson Lima viu três dos filmes exibidos na rede social e elogiou a proposta.

“Os filmes são de uma preciosidade muito grande. Temos um problema muito grave que é a falta de memória no Brasil, então, apresentar para as pessoas estes amazonenses que são icônicos, com histórias contadas com sensibilidade, é uma proposta muito legal”, afirma.

Fernando Jr., artista plástico que foi tema de um dos filmes produzidos por Sérgio Cardoso, também aprovou a iniciativa. “Foi uma forma de democratizar ainda mais a cultura durante o momento de pandemia”, comentou.

Cultura sem sair de casa

Iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, o Cultura Sem Sair de Casa disponibiliza diversas atividades, tais como Gincana do Livro; documentários; cursos completos de Teclado, Violão, Desenho e até espetáculos direto do palco do Teatro Amazonas.

São oferecidas aulas virtuais por meio do projeto Praticarte, com professores do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro; performances dos Corpos Artísticos; além do #FicaNaRedeManinho, com vídeos contemplados no edital.

Para quem acompanha a temporada de lives, tem ainda a Agenda Virtual, com o calendário de apresentações realizadas nas redes sociais de artistas e casas noturnas locais.

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa está no YouTube, Instagram, Facebook e Twitter (@culturadoam) e no aplicativo Cultura.AM.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.