Núcleo do IEAA faz vaquinha online para povos indígenas

Por Sandra Siqueira

O Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indígenas do Instituto de Educação Agricultura e Ambiente (Neabi/IEAA-Humaitá-AM) Humaitá promove campanha de arrecadação online para a compra de cestas básicas, kits de higiene pessoal e testes de covid-19 para as comunidades indígenas do Sul do Estado.

A iniciativa se desenvolve em parceria com a Organização Não Governamental Kamuri e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

Segundo o levantamento feito pelo Neabi, nove comunidades indígenas próximas à Humaitá foram afetadas pela covid-19 e precisam de ajuda para enfrentar a pandemia.

“Nesse momento, esta é a realidade no Sul do Amazonas: muitos indígenas com sintomas de covid-19, mas poucos estão sendo testados. Entre os Jiahui, que são o menor grupo, com 60 pessoas, a metade está com suspeitas de covid-19. E um grande problema é a falta de alimentos, a falta de materiais de higiene, visto que apresentam uma dificuldade para ir à cidade comprar. A cidade de Humaitá também oferece um risco muito grande, com mais 2 mil casos”, informa o coordenador do Núcleo, professor Jordeanes Araújo.

O Neabi acompanha a situação em 26 aldeias, com 345 famílias, totalizando mais de 1.400 indígenas das etnias Pirahã, Tenharim, Parintintim, entre outras.

Inicialmente, o grupo ajudava com pequenas doações, feitas entre os integrantes e voluntários, voltadas para a aldeia que mais necessitasse, mas como todas precisam de auxílio neste momento, os parceiros decidiram criar a vaquinha online para ampliar a possibilidade de colaboração e de beneficiamento das comunidades.

De acordo com o mais novo balanço feito pelo Neabi, nove aldeias já registram casos positivos de covid-19, totalizando 38 pessoas infectadas e outras 28 apresentando sintomas suspeitos da doença. Apenas a aldeia Pupunha, da etnia Parintintin, registrou uma morte entre as comunidades do Sul do Amazonas.

Doações Entregues

Com as doações arrecadadas entre amigos e conhecidos, o Neabi e a Ong Kamuri já entregaram 254 kits de higiene pessoal e 82 cestas básicas a quatro aldeias. Agora, com a vaquinha online, eles esperam fazer muito mais.

Para doar e colaborar no combate à pandemia de covid-19 entre os povos indígenas do Sul do Amazonas, basta acessar o endereço eletrônico e contribuir com qualquer valor escolhendo a modalidade boleto, cartão de crédito, paypal ou cupom. A meta inicial dos organizadores é arrecadar R$ 20 mil em doações.

Fonte: Asscom/Ufam

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.