Seduc anuncia acesso de professore(a)s e aluno(a)s à Barsa Rede

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto informou, por meio da Secom, que todos os professores e alunos do ensino médio vão receber senhas individuais de aceso à Barsa na Rede, uma plataforma virtual que permite pesquisa escolar similar à que era feito na enciclopédia física.

Os professores das Coordenadorias Distritais de Educação (CDEs) 6 e 7, segundo a Seduc, receberam um treinamento sobre o uso dessa rede. A multiplicadora da instituição, Zilair Reis, explicou que os educadores vão poder interagir com a turma no ambiente virtual, auxiliando em pesquisas e demais atividades.

“Todas as escolas que oferecem o Ensino Médio tiveram essa formação da Barsa na Rede, e todos os professores e estudantes vão receber uma senha de acesso. Nesse momento em que estamos usando os recursos tecnológicos, [a Barsa na Rede] vem contribuir para que os educadores tenham mais uma fonte de pesquisa para preparar as aulas. E os alunos terão, durante todo o ano, o acesso para pesquisa com a facilidade do audiovisual”, diz Zilair.

A gestora da Escola Estadual (EE) Raimunda Holanda de Souza, Ana Lúcia Chagas, aprovou a iniciativa e acredita que será benéfica a todos. “É maravilhoso, porque a gente vê só os títulos impressos e, agora, tem o digital. É tão importante para nós, profissionais da Educação, quanto para os alunos”, observa.

Formação

Os professores receberam a senha de acesso e puderam ter o primeiro contanto com a plataforma.

Na sexta-feira (23/10), foi o último dia de formação, que teve início neste mês de outubro e foi realizada em todas as CDEs. Posteriormente, técnicos da Barsa vão visitar as escolas para auxiliar os profissionais e estudantes em eventuais dúvidas ou dificuldades sobre a navegação.

Questionamento

O acesso à essa plataforma foi adquirido da Editora Planeta do Brasil, pelo governo do estado, por mais de R$ 18,4 milhões, em compra sem licitação.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Ana Cristina Rodrigues, questionou o gasto, logo que soube da compra, no final de agosto, pelo fato de muitos estudantes sequer terem meios de acesso às aulas virtuais durante a pandemia.

Para ela, seria melhor o governo aplicar esse dinheiro para munir os alunos em acesso à internet, por considerar que a Barsa rede não tem efeito nenhum.

1 comentário
  1. Gervan .Parente Diz

    Boa noite! Estamos totalmente conectados, com obejetivo de uma socidade mais justa e igualitária!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.