Estudante do Icomp/Ufam integra equipe vencedora da Hack Brasil 2021

Compartilhe:

Henrique Gomes, estudante do curso de Engenharia de Software do Instituto de Computação (Icomp), está entre os integrantes da equipe vencedora da Hack Brazil 2021, competição promovida pela Conferência do Brasil em Harvard e MIT, que premia startups brasileiras que apresentem soluções para problemas do País.

Este ano, a Austic foi a campeã com projeto de inclusão da pessoa autista no mercado de trabalho.

A Hack Brazil consiste em oferecer mentoria com profissionais de Harvard e do MIT e consultores às equipes participantes para que possam aperfeiçoar seus projetos de startups.

Ao fim desta etapa, são selecionadas cinco equipes para mais uma rodada de mentoria até a final, quando a melhor proposta é premiada com uma soma em dinheiro a ser investida no desenvolvimento do projeto. Em 2021, o valor do prêmio é de R$25 mil.

“A gente recebeu muita mentoria voltada para o negócio mesmo. Sobre como fazer um modelo de negócio sustentável. E foi uma experiência muito boa porque tivemos contato com investidores brasileiros inseridos no mercado, que sabem o que é necessário para continuar um projeto. Foi ótimo para fazer network também”, revela Henrique.

A Austic surgiu de uma competição anterior voltada para a inclusão de autistas no mercado de trabalho.

A equipe formada por Henrique Gomes e seus colegas também chegou ao primeiro lugar ao apresentar a proposta de um fone de ouvido que capta a frequência de ruídos e os cancela para que não perturbem a concentração do autista.

“Muitos autistas saem do mercado de trabalho pela questão da hipersensibilidade auditiva.  Então, a partir do momento que a gente se aprofundou no tema, a gente quis ajudar de alguma maneira. Nem estávamos pensando em premiação, estávamos fazendo pela causa, que era muito mais importante. Então, a gente tem levado o projeto como uma forma das pessoas autistas serem independentes, porque mais que um fone, a gente leva independência para elas”, declara o estudante.

“A premiação foi muito importante para a continuação do projeto, porque a gente estava precisando levantar dinheiro para dar prosseguimento com testes de validação, fazer o nosso protótipo, e começar a comprar componentes para fazer em grande escala”, conta Henrique.

A final da Hack Brazil 2021 ocorreu no último domingo (11/4), durante a Conferência do Brasil em Harvard e MIT, transmitida online.

Para conhecer melhor a iniciativa, acesse o canal do projeto no Youtube.

Se quiser assistir à premiação da Hack Brazil 2021, acesse o canal Brazil Conference também no Youtube.


Fonte: Ufam/Ascom

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.