Visitas técnicas vão definir os espaços do Farol do Conhecimento

Compartilhe:

A Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e o Conselho Municipal de Cultura (Concultura realizam estudos técnicos para a implantação do projeto interdisciplinar Farol do Conhecimento.

O objetivo levar é cultura, música, teatro, esporte, lazer, educação, turismo e saúde em espaços multiculturais.

Voltado a crianças e adolescentes, o projeto será implantado em locais públicos subutilizados da cidade.

A visitação para a escolha desses espaços está em andamento e a expectativa é de que até o final do ano, dois espaços já estejam funcionando.

Segundo o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, a proposta do prefeito David Almeida é que o Farol do Conhecimento chegue a todos os bairros de Manaus.

“O compromisso do prefeito é que o projeto chegue em todos as áreas da nossa cidade, ocupando espaços do poder municipal utilizados abaixo de sua capacidade, e, em um único local, viabilizar o acesso à biblioteca, internet, cursos de formação e qualificação, além de complementação à formação escolar, tendo como base a cultura e a educação”, enfatizou.

Esses centros serão também utilizados para a educação patrimonial, histórica e geográfica do Amazonas, explicou ainda o gestor cultural, ressaltando que a primeira fase do projeto compreende identificar e fazer um estudo técnico dessas áreas subutilizadas e viabilizar a reforma para futuro uso.

O presidente do Conselho Municipal de Cultura (Concultura), Tenório Telles, ressaltou a importância desses espaços como suporte cultural e pedagógico para a rede municipal de ensino.

“O projeto será implantado em comunidades em que existem poucas oportunidades de práticas culturais e educacionais, por isso, destaco a relevância desses faróis, uma verdadeira luz para crianças, jovens e adolescentes, levando formação e transformação por meio da cultura, esporte e educação”, afirmou.

O projeto tem a colaboração de outras pastas da Prefeitura de Manaus, como as Secretarias Municipais de Educação (Semed), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), e da Saúde (Semsa), além da Subsecretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), que faz parte da Semasc.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.