UFPA recebe acervo bibliográfico de Maria Sylvia Nunes e Benedito Nunes

Compartilhe:

Um verdadeiro tesouro de conhecimento artístico, cultural e filosófico foi entregue aos cuidados da Universidade Federal do Pará.

Os acervos bibliográfico, documental e de multimeios da professora Maria Sylvia Nunes e do professor Benedito Nunes, ambos professores eméritos da UFPA, foram doados pela família à Universidade para tratamento e disponibilização pública.

A assinatura dos termos de doação e direito de uso ocorreu nessa quinta-feira (6/5).

Em sessão restrita no Gabinete do Reitor, seguindo recomendações sanitárias, a família e amigos dos mestres Maria Sylvia e Benedito, emocionados, relataram o desejo dos professores em destinar seus acervos pessoais à UFPA, instituição para a qual dedicaram sua vida intelectual.

“Agradecemos à Universidade por acolher esse pequeno grande campo do conhecimento construído pela Maria Sylvia e pelo Benedito em seu paraíso, a casa da Estrela. Eles se preocupavam com o conhecimento artístico e filosófico e não há lugar mais apropriado para fluir esse conhecimento para a sociedade do que a Universidade”, destacou Gilberto Chaves, amigo do casal de professores e advogado que colaborou com os trâmites da doação.

Para Maria Regina Sampaio, pesquisadora e também amiga, “A doação é uma forma de preservação da memória dos professores, do que eles significam para a Universidade. O professor Benedito foi um dos fundadores do curso de Filosofia. A professora Maria Sylvia, uma das fundadoras da Escola de Teatro e Dança. Eles contribuíram para a formação de novas gerações de pensadores e artistas. Este ato é muito significativo por isto: é a vida deles que está no acervo”.

A professora da UFPA, poeta e escritora Lilia Chaves ressaltou também a importância da chancela dos professores para atrair artistas e intelectuais e dar visibilidade à universidade em formação nas décadas de 1950 e 1960.

“Eles foram as pessoas certas, vivendo na hora certa”. Lia Costa, sobrinha dos professores, agradeceu à Universidade o acolhimento do acervo e o compromisso com o tratamento, a manutenção e a disponibilização da coleção.

O reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho, agradeceu a confiança e a generosidade da família e dos amigos e falou da honra que é, para a Universidade, acolher esta coleção:

“Somos muito gratos à professora Maria Sylvia e ao professor Benedito Nunes. Os dois contribuíram, de modo extraordinário, com a construção da UFPA e com a sua transformação em um espaço rico de conhecimento e de cultura. O acervo deles é de valor inestimável e continuará transformando vidas e promovendo as artes, a cultura e o pensamento elaborado para muitas gerações. Temos um respeito e um carinho enormes pela memória deles e esta é também uma forma de tê-los por perto”.

Conselho Superior de Administração da UFPA, em reunião realizada no último dia 17 de março, quando a proposta foi aprovada por unanimidade e celebrada pelos conselheiros presentes. A Resolução n. 1.519/2021 do CONSAD formaliza a decisão institucional.

Tratamento do acervo

O acervo já foi transferido para a Universidade e passa por tratamento por uma equipe liderada pelo professor Hamilton Oliveira, da Faculdade de Biblioteconomia e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFPA.

Além de livros, a coleção abrange milhares de arquivos, documentos, fotografias em porta-retratos, discos de vinil, fitas K7, fitas VHS, DVDs, CDs, pinturas, gravuras, prêmios, medalhas, entre outras peças.

O tratamento e a disponibilização do acervo serão desenvolvidos por meio de um projeto de extensão:

“O projeto, em sua fase preliminar, tem por objetivos a realização de higienização e inventário de todo o material transferido e a definição de padrões de organização e conservação para posterior disponibilidade para pesquisa sobre as temáticas cobertas pelo acervo ou sobre os seus criadores”, explica o professor Hamilton Oliveira.

A princípio, o acervo será disponibilizado na Biblioteca Central, em espaço reservado, que será dedicado à Coleção Maria Sylvia Nunes e Benedito Nunes.

Sobre os professores

Maria Sylvia Ferreira da Silva Nunes nasceu em 1930, em Belém. Teve uma produtiva e reconhecida carreira como diretora de teatro e professora.

Com o professor Benedito Nunes, foi uma das responsáveis pela criação da Escola de Teatro da Universidade Federal do Pará na década de 1960 (hoje Escola de Teatro e Dança), tendo sido, ali, professora de História do Teatro, História do Espetáculo e Teoria do Teatro, e a sua primeira diretora. Recebeu da UFPA, em 2019, o título de professora emérita. Faleceu no dia 5 de março de 2020, em Belém.

Benedito José Viana da Costa Nunes nasceu em 1929, também em Belém. Foi professor, crítico literário e escritor brasileiro, reconhecido internacionalmente.

Foi um dos fundadores da Faculdade de Filosofia do Pará, depois incorporada à Universidade Federal do Pará (UFPA), e da Academia Brasileira de Filosofia. Ensinou Literatura e Filosofia em outras universidades do Brasil, da França e dos Estados Unidos.

Escreveu artigos e ensaios para jornais e publicações locais, nacionais e internacionais. Mereceu o reconhecimento da Academia Brasileira de Letras, que, em 2010, lhe concedeu seu principal prêmio, o “Machado de Assis”, pelo conjunto de sua obra. Recebeu o título de professor emérito da UFPA em 1998. Faleceu no dia 27 de fevereiro de 2011, em Belém.


Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da UFPA

Fotos: Alexandre de Moraes e Acervo Maria Sylvia

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.