UEA batiza auditório de música com o nome de Margarita Chtereva

Compartilhe:

A Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (ESAT/UEA) irá homenagear, nesta quarta-feira (12), às 14h, a professora do curso de Música e integrante da Orquestra Amazonas Filarmônica, Margarita Chtereva, que faleceu em março de 2020.

Em memória da violinista, o auditório de música da ESAT receberá o nome da docente, que ministrava aulas na instituição desde 2002.

Natural da Bulgária, Margarita era integrante e chefe de naipe do segundo violino da Orquestra Amazonas Filarmônica desde 1997, e desde 2004 atuava como Spalla, a função de primeiro-violino, na orquestra. Pela Amazonas Filarmôrnica, participou de todas as apresentações da série \”Guaraná\” e \”Festivais de Ópera\”.

Também possuía no currículo apresentações solo com a Orquestra Sinfônica da UEA e com a Orquestra de Câmara do Amazonas.

O diretor da ESAT, Fábio Carmo Santos, destaca que a homenagem possui um simbolismo importante, pois é um reconhecimento ao legado deixado pela professora Margarita Chtereva.

“Homenagear a professora Margarita é manter vivo o legado e a contribuição que ela deixou para a música no Amazonas e, principalmente para o ensino na nossa unidade, tendo em vista que ela participou diretamente da formação de muitos egressos do curso de Música. Além da carreira brilhante, lembraremos da Margarita como uma pessoa bondosa, que sempre pregava o bem e que é merecedora dessa homenagem\”, ressalta.

Um vídeo em homenagem à professora, produzidos por colegas professores da UEA, pode ser conferido no link abaixo. No tributo, que também contou com o apoio de músicos da Amazonas Filarmônica, os professores Vadim Ivanov e Irina Kazak tocam a música Meditation”, de Jules Massenet.

“Conheci a professora Margarita em 1997, e logo criamos um laço profissional e de amizade muito forte. Ela sempre foi uma pessoa de coração aberto, que queria ajudar a todos, então quando surgiu a oportunidade de homenageá-la, fiquei muito feliz, porque ela era muito querida pelos colegas da UEA e da orquestra. Essa homenagem é mais que merecida, a professora Margarita era alguém que emitia luz e a peça musical que escolhemos como tributo era um solo que ela estava fazendo na Amazonas Filarmônica, uma música de agradecimento, que relembra os bons momentos\”, explica o professor Vadim Ivanov.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.