Crianças e adolescentes participam de ação contra o racismo

Compartilhe:

O Comitê de Diversidade do Grupo Simões realizou mais uma atividade que busca promover diversidade e inclusão no ambiente corporativo.

Dessa vez, filhos e dependentes de colaboradores foram envolvidos em uma ação que, além de incentivar a produção textual, ainda abordou um tema que precisa ser cada vez mais discutido no país e no mundo, o racismo.

Colocando toda a criatividade à prova, a garotada participou de um concurso de frases e poesias, afinal é através da infância que se formam adultos mais conscientes.

“Se queremos um mundo onde o direito à igualdade é assegurado, precisamos desde a infância sensibilizar e educar nossas crianças e adolescentes para o respeito às diferenças”, destacou a diretora de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO) do Grupo Simões, Tânia Corrêa, que faz parte do Comitê de Diversidade, formado por colaboradores de diversos setores da empresa.

Criado em 2019, o Comitê busca realizar uma série de iniciativas para tornar a empresa um espaço plural, através de ações de eventos e atividades que envolvam todos os colaboradores, seja por meio de uma peça de comunicação ou de uma ação de engajamento. Isso é o que será feito no dia 28 de Junho, Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+.

Antes da criação do comitê, o código de ética e conduta do Grupo Simões já buscava priorizar o respeito às diferenças e o combate à discriminação. Agora, a empresa se propõe a potencializar a singularidade das pessoas, em busca de um ambiente de trabalho mais justo, criativo, inovador, engajado e motivado.

Conheça os vencedores

Cerca de 30 crianças e jovens, entre 5 e 17 anos, foram inscritas no concurso. Os trabalhos classificados ganharão produtos da Coca-Cola e Del Valle, e ainda participarão de uma exposição em comemoração ao Dia da Consciẽncia Negra, no dia 20 de novembro. Já os vencedores, ganharam o livro “Menina bonita do laço de fita”, de Ana Maria Machado, além de bolsa, squeeze e pop socket da Coca-Cola, além de outros brindes.

Com o texto: “Diga não ao racismo. Não julgue para não ser julgado, vamos unir todas as raças, para um mundo melhor. Vamos ecoar uma só voz, sem desigualdade, discriminação, e preconceitos”, o pequeno Sérgio Júnior, de 9 anos, foi um dos premiados no concurso. Filho da colaboradora Carla Louzeira, ele foi vencedor na categoria mirim.

Quem também foi destaque no concurso foi a Maria Eduarda Costa, de 11 anos, filha da colaboradora Miriam Moraes que produziu um texto sobre a luta contra o racismo.

Em um dos trechos do trabalho, ela disse “Eu luto pela igualdade da minha cor e do meu cabelo, que foi imposto para sociedade, como defeito”.

Dividindo o pódio com ela, Eduardo Caetano, de 11 anos, também foi premiado no concurso. Com o título “Racismo é errado, assunto encerrado!”, o texto do filho da colaboradora Cintia Pimenta salienta que racismo é crime e machuca.

Na categoria 3, em que concorreram jovens de 14 a 17 anos, a vencedora foi a filha da colaboradora Emelin Trindade, Beatriz Trindade, de 17 anos.

Em um texto emocionado, a adolescente diz que quer viver em um mundo onde o diferente é ser normal, onde o branco, negro, índio e amarelo são iguais e o respeito e a igualdade são prioridade.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.