Três Minutos de Sol abre, neste domingo, o Festival Amazonas de Ópera

Compartilhe:

A 23ª edição do Festival Amazonas de Ópera (FAO) começa neste domingo (06/06), às 19h (20h no horário de Brasília), com a estreia da ópera “Três Minutos de Sol”, de Leonardo Martinelli.

O FAO será realizado em formato on-line, até o dia 20 de junho, com transmissão pelo canal do YouTube do FAO (festivalamazonasdeoperafao) e pelas redes sociais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam).

Adiado por conta da pandemia de Covid-19 em 2020, o FAO 2021 será totalmente dedicado a compositores e intérpretes brasileiros, com três estreias.

Realizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural, o festival está sendo produzido inteiramente com verba da iniciativa privada, por meio do Bradesco e da Motorola, com apoio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério do Turismo e Secretaria Especial de Cultura.

Conta ainda com parceria do canal Allegro HD e TV Encontro das Águas, e com o apoio do Catavento Museu de Ciências e da Importadora Carioca.

Óperas e concertos gravados, além de recitais, webinars e masterclasses ao vivo fazem parte da programação, que será transmitida pelas redes sociais. Para a 23ª edição, o FAO contou com uma produção inovadora e igualmente desafiadora, seguindo os protocolos de segurança para prevenir a contaminação por Covid-19.

As orquestras dos Corpos Artísticos gravaram, em dias alternados, áudio e vídeo das obras em Manaus, no Teatro Amazonas, e os solistas gravaram as vozes em São Paulo, onde também foi trabalhada a parte cênica.

Os grupos de músicos também foram reduzidos para as composições, em formato de câmara, para evitar aglomerações e facilitar o distanciamento social. O material foi então reunido e editado para dar vida às óperas e aos concertos que o público irá prestigiar.

Três Minutos de Sol

Um triângulo amoroso em meio a uma pandemia, que tem como meio principal de interação as redes sociais, se desenvolve na ópera do compositor Leonardo Martinelli, com libreto de João Luiz Sampaio, que será apresentada neste domingo.

“Três Minutos de Sol” é uma ópera em ato único, dividido em três cenas de aproximadamente 10 minutos cada. Na história, o público é apresentado aos personagens Laura (a soprano Lina Mendes), Duda (o contratenor Sávio Faschét) e Marcos (o barítono Vitor Mascarenhas). A estreia conta com a direção de cena de Julianna Santos, e os solistas são acompanhados por músicos da Amazonas Filarmônica. A obra foi encomendada especialmente para o FAO.

Natural de São Paulo, o professor, pesquisador e compositor da ópera Leonardo Martinelli explica que a ideia de “Três Minutos de Sol” surgiu da mudança nos relacionamentos ocasionada pelo isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19, e da vontade de transpor isso em música.

Matéria relacionada 

Atividades do FAO começam neste domingo com transmissões abertas

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.