Alunos da FCA/Ufam conquistam intercâmbio em universidades francesas

Compartilhe:

Os alunos Leandro Augusto Lima Silva, José Roberto Lopes Júnior, Ronan de Souza Negreiros e Ronaldo Marques Filho partem, no próximo mês de agosto, para uma temporada acadêmica nas Universidades francesas ESA d’Angers, ISA Lille, École d’Ingénieure de Purpan e ISARA Lyon.

Os quatro graduandos foram selecionados no âmbito do Programa Brasil – França/ Brafagri,  através do projeto aprovado pela Faculdade de Ciências  Agrárias (FCA/ Ufam), em parceria com as Universidade Federal do Ceará e Universidade Federal de Goiás, destinado a alunos dos cursos de Agronomia, Engenharia de pesca, Engenharia de alimentos e Zootecnia.

Experiências

Segundo o coordenador do Brafagri, professor Henrique Pereira, 2021 é o primeiro ano que a Faculdade de Ciências Agrárias envia a cota máxima de bolsistas.

“Esse é o segundo projeto que a faculdade desenvolve no edital Brafagri e o primeiro ano que enviaremos quatro bolsistas. Cada aluno irá para uma das Universidades conveniadas e que formam o consórcio FranceAgro3. A graduação sanduíche em outro país oferece aos estudantes a oportunidade de ampliar a experiência de formação profissional. A França é um país de grande tradição agrícola e uma das principais referências do ensino em ciências agrárias. Os bolsistas terão oportunidade de vivenciar outro sistema de ensino universitário, além de, certamente, aperfeiçoarem a proficiência em idiomas estrangeiros como o francês e o inglês”, ressaltou o coordenador do Brafagri na Ufam.

Fora da zona de conforto

Para o aluno José Lopes Corrêa Júnior, do sétimo período do curso de Engenharia de Alimentos, o maior desafio será sair da zona de conforto.

“Sair do país onde vivo pra morar em outro, onde a cultura, o clima e a língua são completamente diferentes será um desafio imenso, sem contar que a forma de estudo da universidade francesa também difere muito da forma de estudo daqui do Brasil. Então, eu penso que, além de agregar muito conhecimento para a minha formação e incrementar meu currículo, o intercâmbio também vai agregar muito para a minha formação pessoal, pois vou sair totalmente da minha zona de conforto”, afirmou o graduando.

Aproveitar cada segundo

Outro selecionado é Ronan de Souza Negreiros, estudante do oitavo período do curso de Zootecnia no Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ), unidade acadêmica da Ufam no município de Parintins. Ele conta que vem se preparando para a esta desafiante etapa desde o início da graduação.

“Sou natural do município de Maués, a terra do guaraná. Sempre tive como meta em minha vida conhecer universidades de outros países, conhecer outras culturas e realidades fora do Amazonas, apesar da minha situação de vulnerabilidade socioeconômica. Esse intercâmbio é uma realização para mim. Minha formação e minhas experiências profissionais dentro da Ufam me deram vontade de ir mais longe na aquisição de conhecimentos no setor de produção animal. Escolhi a École Supérieure d’Agricultures (ESA), localizada em Angers, por ela oferecer curso na área de Ciência Animal, a qual amo de coração desde o meu ensino médio, pois sou técnico em Agropecuária, formado pelo Ifam do campus Maués, e anseio seguir na área. Nesses 10 meses de intercâmbio na França, tenho muito interesse em trabalhar com projetos e adquirir novos conhecimentos na instituição. Irei aproveitar cada segundo da minha vivência lá para poder aplicar os conhecimentos que eu adquirir na realidade amazônica, principalmente no meu Estado e no meu município e, dessa forma, estimular o crescimento agropecuário da região”, declarou.

José Roberto Lopes Júnior, Ronan de Souza Negreiros, Leandro Augusto Lima Silva e Ronaldo Marques Filho. Foto: Divulgação

Tecnologia de alimentos

Apaixonado pela área de Tecnologia de Alimentos, Leandro Augusto idealiza produzir a própria cerveja artesanal durante o intercâmbio. A área de tecnologia de bebidas e de alimentos sempre me atraiu muito por se dedicar a pesquisar novos alimentos processados e a produzir novas tecnologias de conservação.

“Como tenho uma grande paixão por cervejas artesanais, tendo feito, inclusive, um curso básico de cervejeiro artesanal, optei pela Université ISA’Lille porque, ao pesquisar sobre os alunos que já realizaram o intercâmbio através do Brafagri, li o comentário de uma intercambista acerca do estágio dela em uma fábrica de cerveja. Durante o estágio, os alunos da ISA’Lille produziram suas próprias cervejas, sempre finalizado com análises sensoriais e colhendo informações se as cervejas produzidas estavam do agrado ou em quais aspectos poderiam ser melhoradas. Então, acredito que será uma grande oportunidade para executar a minha própria cerveja artesanal, com as frutas que, muitas vezes, são considerados exóticas e não são exploradas. O meu intuito é adquirir todo o conhecimento possível e, a partir disso, aproveitar as oportunidades que a Amazônia tem a oferecer, valorizar a região na qual eu nasci, valorizar o pesquisador do norte e mostrar que um aluno da Universidade Federal do Amazonas também tem toda a competência e capacidade de realizar grandes projetos, já que eu sou totalmente apaixonado por tecnologia de alimentos”

Desenvolvimento e preservação florestal

Cursando o sétimo período de Agronomia na Ufam, o aluno Ronaldo Marques Filho foi selecionado para a Universidade Isara, localizada na cidade de Lyon. Ele afirma que o intercâmbio acadêmico o ajudará a ser um profissional que, ao mesmo tempo em que auxilie  o desenvolvimento agrícola do Amazonas também ajude na preservação da floresta amazônica.

“O período de estudo na Isara vai de 01/08/2021 a 31/07/2022. As matérias do intercâmbio envolvem políticas públicas agrícolas, desenvolvimento territorial de forma sustentável e agroecologia. Estou muito ansioso para conhecer outras culturas, conquistar a fluência no francês e poder trocar informações sobre engenharia agrícola com alunos de outras nacionalidades. Após terminar os estudos na França, espero conseguir utilizar todo o conhecimento adquirido no exterior para ajudar no desenvolvimento agrícola do Amazonas e a na preservação da nossa floresta”, declarou o intercambista.

 Dupla titulação

O coordenador do programa na Ufam, professor Henrique Pereira, informa que os intercambistas interessados na dupla titulação poderão solicitar a renovação da bolsa. Ele também anunciou março de 2022 como o mês provável da próxima seleção do Brafagri.

Para os alunos que manifestarem interesse no duplo diploma, há a possibilidade de solicitar a renovação da bolsa de estudos. Caso o projeto seja renovado por mais um ano, a próxima seleção interna ocorrerá em março de 2022. Os estudantes interessados em participar da seleção devem, o quanto antes, buscar a aprovação no exame de proficiência em francês, condição obrigatória para admissão no programa.

Henrique Pereira, coordenador do Brafagri na Ufam.

Brafagri

O Brafagri também apoia a mobilidade docente e tem como objetivo maior estimular a aproximação das estruturas curriculares entre as universidades dos dois países, inclusive, a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos obtidos nas instituições participantes.

Fonte: Ufam/Ascom

Texto: Márcia Grana

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.