Professor da Ufac lança livro que tem como tema obra de Eliane Brum

Compartilhe:

O professor do Programa de Pós-graduação em Letras: Linguagem e Identidade (PPGLI/Ufac) Francisco Aquinei Timóteo Queirós aca de lançar o livro Micro-história italiana e Jornalismo em O olho da rua, de Eliane Brum (Insular).

Queirós também é professor do Curso de Jornalismo da mesma instituição.

O livro conta com prefácio da professora Beatriz Marocco (Unisinos) e posfácio da pesquisadora Maíra Vendrame (Unisinos).

A obra está dividida em cinco capítulos e busca refletir sobre os sujeitos subalternos na narrativa jornalística de O olho da rua, coletânea de reportagens da repórter gaúcha Eliane Brum.

Queirós explica que a pesquisa dialoga com os pressupostos teórico-metodológicos da micro-história italiana ao se aproximar dos estudos de Carlo Ginzburg e Giovanni Levi.

No livro, Francisco Aquinei Timóteo Queirós pontua a necessidade de se investigar os contextos sociais, históricos e jornalísticos a partir do acesso aos estratos da cultura popular, como forma de articular um conjunto de narrativas contra-hegemônicas e de reflexão sobre a prática jornalística.

“A prática de Eliane Brum se afasta das atividades profissionais hegemônicas, das sintaxes objetivadas e das gramáticas generalizantes do jornalismo tradicional, definindo um percurso que eu compreendo como micro-jornalístico. Brum não fica aprisionada a temas e a fontes oficiais. Seu movimento analítico é marcado pelo processo de desentranhamento dos discursos e personagens, abrindo-se para um jornalismo problematizador, em que estejam comungadas diversificadas histórias, sujeitos, costumes e realidades”, explica Queirós.

O livro pode ser adquirido pelo site da Editora Insular.

É no quadro teórico-metodológico da micro-história italiana que reside a principal contribuição deste livro aos estudos de jornalismo e se esboça, igualmente, uma linha pontilhada a ser percorrida nos próximos movimentos de pesquisa e na docência.

Trata-se, no meu entendimento, da existência de uma relação visceral, que conjuga uma posição ética e empatia sensível entre o pesquisador e o seu objeto de estudo, que não se restringe a esta investigação, tampouco ao espaço discursivo de O olho da rua.
Beatriz Marocco, no Prefácio

[…]

Aqui se encontra a riqueza da micro-história: as vozes singulares e experiências vivenciadas pelas pessoas comuns revelam mais do que vidas anônimas, pois elas permitem acessar realidades, problemas não presentes nas narrativas oficiais e hegemônicas. O livro de Francisco Aquinei nos brinda, portanto, com uma bela análise sobre a proveitosa aproximação entre o método da micro-história e do jornalismo da “literatura da vida real”.
Maíra Ines Vendrame
, no Posfácio

[…]

Perfil do Autor

Francisco Aquinei Timóteo Queirós é doutor em Ciências da Comunicação (Unisinos);

Mestre em Letras: Linguagem e Identidade (Ufac);

Professor Adjunto do curso de Jornalismo da Ufac;

Líder do grupo de pesquisa Narrativa, Literatura e Jornalismo (Nalijor);

Editor da Revista Tropos: Comunicação, Sociedade e Cultura.


Fonte: Ufac

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.