Município certifica 50 músicos em elaboração de projetos culturais

Compartilhe:

A Secretaria municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e o Conselho Municipal de Cultura (Concultura) certificou nessa sexta-feira (23/7), a segunda turma de participantes do projeto Qualifica Artista Manauara 2.0.

A secretaria promoveu a certificação de músicos nos cursos Redação para Projetos e Como Elaborar Projetos, realizados presencialmente no Casarão da Inovação Cassina, no Centro Histórico de Manaus.

O projeto Qualifica Artista Manauara: o sucesso depende de você 2.0 tem como objetivo ofertar capacitação e qualificação profissional para artistas residentes em Manaus, atuantes nos diversos segmentos da arte, que sejam maiores de 16 anos com ensino fundamental, a fim de impulsioná-los e despertá-los para o próprio sucesso a partir de sua desenvoltura e destreza, favorecendo-os ao engajamento profissional de sua carreira.

“O segmento artístico é vital para o processo de retomada econômica de nossa cidade. Trabalhar com esse público, oferecendo oportunidades de formação para o empreendedorismo cultural é o caminho para fortalecer a vida profissional dos nossos artistas. A meta é que cada um seja um empreendedor qualificado para gerir com sucesso sua carreira profissional. Essa ação vai ao encontro do compromisso do prefeito David Almeida em estimular a autonomia com a formação continuada, por isso o programa será continuado”, declarou o presidente do Concultura, Tenório Telles.

Para Gentilio Vieira, o curso foi gratificante para melhorar na concorrência de futuros editais e parabenizou a gestão por capacitá-los, tendo em vista que muitas vezes eles não tinham conhecimento de como submeter-se aos concursos.

A segunda edição do projeto contou com o lançamento de 50 vagas, que foram rapidamente preenchidas, porém, devido à procura, uma nova turma foi criada para atender a todos esses artistas.

“Foram trabalhadas temáticas como redação para projetos, linguagem técnica e construção textual, além disso, apresentei aos artistas, um modelo de projeto básico para que consigam utilizar na elaboração de seus projetos e submetam aos editais que futuramente a Manauscult irá lançar. Essa foi uma demanda vinda da própria Secretaria de Cultura por sentir a dificuldade que os artistas tinham de colocar no papel seus projetos, suas ideias e submeter aos editais. O trabalho em conjunto entre as secretarias é a principal diferença dessa gestão”, declarou o instrutor do curso, Fábio Araújo.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.