Professor nascido em Nhamundá torna-se Doutor em Química pela Ufam

Compartilhe:

O professor Sidney Gomes Azevedo teve a sua tese – Desenvolvimento, caracterização e estabilidade de um sistema de nanopartículas bicamadas para liberação controlada do óleo essencial da piper nigrum – aprovada pelo Programa de Pós-Graduação em Química da Universidade Federal do Amazonas (PPGQ/Ufam).

Os avaliadores – os doutores Edgar Aparecido Sanches (PPGQ/Ufam) (interno), Marco Antônio dos Santos Farias (PPGQ/Ufam), Walter Ricardo Brito (PPGQ/Ufam), Francisco Celio Maia Chaves (Embrapa) e a doutora Natalia Mayumi Inada (PPGQF/USP) – foram unânimes em reconhecer a importância da pesquisa realizada por Sidney Azevedo para o desenvolvimento de possíveis produtos a partir de nanopartículas da pimenta-do-reino (piper nigrum).

A reunião dos avaliadores ocorreu entre a tarde e o começo da noite dessa sexta-feira (23/7), por meio de live, e foi presidida pelo orientador do pesquisador avaliado, o doutor Edgar Aparecido Sanches.

A proposta do pesquisador é chegar a um defensivo agrícola biodegradável que não agrida a natureza, a partir da manipulação química de materiais de baixo custo.

A manipulação química dos produtos estudados por Sidney Azevedo foi realizada em laboratórios da Ufam, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e do laboratório  de Química Ambiental da Universidade de São Carlos, em São Paulo.

Edgar Sanches reconheceu o esforço e empenho do seu orientando não só na realização das pesquisas de campo, mas, também, na implantação do Laboratório de Polímeros Nanoestruturados (Nanapol) do PPGQ/AM.

Sidney Azevedo nasceu na área rural de Nhamundá (AM), filho de pais agricultores, migrou para Parintins (AM) na adolescência.

Em Parintins (AM) cursou o Ensino Fundamental, o Ensino Médio e o Normal Superior em Química, na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Há 11 veio para Manaus, depois de ser aprovado no mestrado do PPGQ/Ufam, no qual agora conclui o ciclo das suas pesquisas de doutoramento.

Ele revela que sempre se interessou pelos fenômenos da química: “Quando criança, imagina saber de onde vinha o cheiro das flores e das plantas”, comenta.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.