Valer realiza, neste sábado, a 1ª Manhã Cultural para leitores e autores

Compartilhe:

A Editora Valer vai realizar quatro manhãs culturais no Parque Municipal do Mindu (rua Domingos José Martins, S/N, bairro Parque 10 de Novembro) para apresentar aos leitores os títulos que publicou nos dois últimos anos, período crucial da pandemia da Covid-19.

A primeira edição ocorrerá neste sábado (18/9), e as demais nos dias 2,9 e 23 de outubro, sempre entre 8h e 11h.

Todos os livros em exposição, inclusive os autografados, serão vendidos pela metade do preço de capa.

O livro História, Cultura, Trabalho e Instituições na Amazônia, organizado pelos professores e pesquisadores Arcângelo da Silva Ferreira e Elisângela Maciel, está com o preço de R$ 140,00, mas, na Manhã Cultural, custará apenas R$ 70,00.

Os leitores que adquirirem livros receberão uma pulseira de acesso ao café da manhã. A cantora France Martins fará uma apresentação solo, com repertório de MPB, com destaque para compositores amazonenses.

Os convidados deste sábado, cujo tema é História, Cultura e Sociedade, são os escritores Renan Freitas Pinto, Antônio Witkoski, Elisângela Maciel, Jaime Diakara, Hiana Magalhães, Auxiliomar Ugarte, Robeilton Gomes, César Bubolz, Pedro Marcos Mansour Andes e Adriana Brito Barata

Os anfitriões desta manhã serão a coordenadora editorial da Valer, filósofa Neiza Teixeira, e o escritor e poeta Tenório Telles.

Após a recepção dos leitores e escritores, a manhã cultural segue com os autógrafos dos escritores convidados.

A editora esclarece que todas as recomendações das autoridades sanitárias locais e do País para a contenção do novo coronavírus serão cumpridas rigorosamente.

O editor da Valer, jornalista Isaac Maciel, explica que a Valer publicou ao menos 100 títulos no decorrer da pandemia, os quais não passaram pelo ritual do lançamento presencial entre autores e leitores.

Entre as obras mais recentes estão a primeira edição completa em português de Relação do famosíssimo e muito poderoso chamado Marãnón, de Frei Gaspar de Carvajal,  tradução do professor Auxiliomar Silva Ugarte; a primeira edição em português de Viagens pelos rios Amazonas e Madeira – Brasil, Bolívia e Peru (1872-1874), do inglês Edward Davis Mathews, traduzido pelo professor Hélio Rocha; Terras, Florestas e Águas de Trabalho, do professor e pesquisador Antônio Carlos Witkoski; e  Gaapi – uma viagem por este e outros mundos, do escritor indígena Jaime Diakara.

“As manhãs culturais da Valer promovem esse contato, que é o momento mais importante para ambos, porque tanto para o leitor quanto para o autor, o surgimento de um livro sempre é motivo para uma grande celebração”, disse o editor.

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Manaus, que cedeu o espaço para a realização da série de manhãs culturais.

A Valer atua no mercado editorial brasileiro há 31 anos e já publicou, nesse período, mais de 1500 títulos, a maioria com foco em temas amazônicos.

Seus títulos compõe o portfólio das livrarias virtuais que atuam no mercado dos países de língua portuguesa.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.