Manaus tem sábado de poesia e prosa no Parque do Mindu

Compartilhe:

Quatro dos mais expressivos poetas da Amazônia – João de Jesus Paes Loureiro, Elson Farias, Tenório Telles e Dori Carvalho – estarão presentes na Manhã Cultural deste sábado (2/10), no Parque Municipal do Mindu, entre às 8h e 11h, evento realizado pela Editora Valer.

Eles irão compor a mesa de diálogo Literatura e vida, juntamente com as escritoras Nazaré Mussa, Sônia Alves e Vilma Peixoto, e os escritores Márcio Souza e Wilson Nogueira.

Paes Loureiro, paraense de Abaetetuba e residente em Belém, já está em Manaus para participar do encontro.

Todos são autores têm livros publicados pela Valer (Ler matéria relacionada).  Ao menos 100 títulos estarão à venda, no local, com preços 50% a menos que os do site da editora.

A mediadora do bate-papo será feita pela coordenadora editorial da Valer, filósofa Neiza Teixeira.

Os quatro poetas irão lançar e autografar livros de prosa e, também, recitarão poemas autorais, o que tornará a manhã ainda mais agradável.

As manhãs culturais no Mindu contam com o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da concessão do espaço (o anfiteatro) à editora.

Todos os os protocolos de segurança contra a disseminação do novo coronavírus serão compridos rigorosamente, avisam os organizadores do encontro.

Inicialmente, foram programadas quatro edições do programa cultural:  a primeira em 25 de setembro, a segunda, que ocorrerá amanhã,  e as outras duas marcadas paras os dias 9 e 23  deste mês.

O editor da Valer, jornalista Isaac Maciel, explica que os lançamentos coletivos decorrem do longo período de distanciamento social radical imposto pela pandemia da covid-19.

“As novas publicações e reedições se acumularam e os leitores só agora podem, com segurança, participar de eventos que celebram o livro”, disse Isaac.

O público registrado na primeira edição indicou, segundo Isaac, que os leitores estavam aguardando, possivelmente ansiosos, por esse tipo de evento.

“As pessoas querem ao menos se ver, conversar um pouco, olho no olho; e o livro faz essa mediação entre elas”, afirmou o editor.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.