Concultura leva oficinas de formação cultural para a Zona Norte

Compartilhe:

O Conselho Municipal de Cultura (Concultura) iniciou, no último final de semana, e seguirá até o dia 30/0, a Oficina de Expressão Corporal e Jogos do Imaginário, na Casa Teatro Taua-Caá, rua Santa Eliana, n.º 19, bairro Santa Etelvina, zona Norte.

A atividade faz parte do programa de formação e empreendedorismo cultural Manaus Faz Cultura, que iniciou no final de setembro.

Depois de atender aos moradores do Centro, zona Leste e zona Oeste, agora é a vez da zona Norte ser contemplada com a oficina para 25 pessoas, com idade a partir de 14 anos e carga horária de 16h.

O presidente do Concultura, Tenório Telles, participou da abertura da oficina e destacou a importância de a cultura ser levada a todos os povos e áreas da cidade.

“Percorrendo comunidades indígenas, o Centro e a periferia, nosso programa de empreendedorismo cultural chega aos jovens levando esperança e oportunidades em termos de aprimoramento artístico, cumprindo, assim, o programa do prefeito David Almeida de criar possibilidade de emprego e renda para os artistas de Manaus”, disse Telles.

De acordo com o instrutor da oficina, o professor Iran Lamego, especializado em arte-educação, este módulo é o primeiro de uma série de quatro para o fazer teatral.

“Queremos ser uma referência na periferia e começamos com o trabalho de corpo, e principalmente, do Imaginário, fazendo com que eles não sejam meramente repetidores de ações, mas também criadores de suas obras”, explicou Lamego.

Programa

 

O programa de formação e empreendedorismo cultural Manaus Faz Cultura, vai realizar 21 oficinas e cursos, e começou com duas de poesia e breakdance, realizadas pelos professores Zemaria Pinto, na biblioteca João Bosco Pantoja Evangelista, Centro, e pelo “Bboy” Maykom Andrade, no bairro do Coroado 2, zona Leste, nomes reconhecidos em seus segmentos.

As próximas oficinas vão ser realizadas nas zonas Norte, Oeste e Centro: Nos Bastidores do Teatro, na sede da OSC Transformers, com Diego Lima dos Santos; A Cultural do Parto Indigena e Humanizado e a Medicina Tradicional, bairro Tarumã, com a instrutora Maria de Fátima Cruz Kambeba; Compreensão Artística e Estilos nas Arte Plásticas, com o artista plástico Arnaldo Garcez, no Centro;  Marketing Digital para Artistas

Sua Arte Conectada, com o palestrante Paulo Lino; Estudos de Poesia Alternativa, na Biblioteca Municipal João Bosco Pantoja Evangelista, Centro, com o escritor  Simão Pessoa; Contos,  também no Centro, com o professor Marcos Frederico Krüguer; e As Levadas do Samba e Choro no Cavaquinho, na quadra da Escola de Samba Reino Unido da Liberdade, com o palestrante Claudio Nunes.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.