FEI e parceiros definem plano etnoturístico para o Careiro da Várzea

Compartilhe:

A Fundação Estadual do Índio (FEI), em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), definiram o plano estrutural de etnoturismo no município de Careiro da Várzea (distante 25 quilômetros de Manaus).

A ação visa fortalecer a economia local através de uma estrutura gerenciada e preparada pelos indígenas, envolvendo as lideranças e moradores locais.

Segundo o Diretor-Presidente da FEI, Edivaldo Munduruku, o projeto, que visa trabalhar o etnoturismo entre as comunidades e aldeias, fortalece a cultura e a propagação do ecoturismo, que busca trabalhar de forma sustentável, sem prejudicar a natureza.

“Os parentes estão trabalhando na busca pelo desenvolvimento cultural e econômico, buscando de forma sustentável manter o turismo e acolhendo os turistas de maneira que possibilite o reconhecimento da cultura local, beneficiando famílias indígenas”, disse.

Projeto

O projeto voltado ao turismo indígena surgiu através dos pedidos feitos por lideranças do Careiro da Várzea, com intuito de obter apoio para desenvolver o turismo local, sendo trabalhado em torno das normativas previstas da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Além disso, o projeto seguiu critérios de como o Turismo deve ser desenvolvido em terras indígenas. Nos dias 14 a 16 de outubro, a FEI e o Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Cultura Amazônica (Neicam), da UEA, realizaram o treinamento das aldeias Jabuti e Sissayana, naquele município.

De acordo com a liderança indígena, Herton Mura, o projeto que foi desenvolvido por grupos indígenas e aperfeiçoado pela FEI, vem sendo trabalhado desde 2019.

“O projeto de Etnoturismo vem sendo trabalhado desde 2019, mas somente este ano recebeu suas definições para que pudesse ser começado a discussão da sua execução. A FEI esteve presente na organização do projeto e discussão sobre a estrutura local, prestando auxílio nesta questão. Ao todo, cerca de 12 aldeias do Careiro da Várzea serão beneficiadas pelo projeto”, finalizou.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.