“Doc” Amazônia Real traça perfis jornalísticos de Elaíze Farias e Kátia Brasil

Compartilhe:

A agência de jornalismo investigativo Amazônia Real, com sede em Manaus, encerrou na noite de ontem (22/10) a celebração dos seus oito anos de fundação com a exibição do documentário Amazônia Real, dirigido por Carolina Fernandes e produzido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Cinquenta convidados, entre os quais, jornalistas, artistas e especialistas em questões amazônicas, assistiram ao filme, na Galeria de Artes do ICBEU, na avenida Joaquim Nabuco.

O doc apresenta os perfis das fundadoras da agência, as jornalistas Elaíze Farias e Kátia Brasil, com o apoio de depoimentos de profissionais que elas apontaram como influenciadores em suas carreiras.

Elaize, Carolina e Kátia falaram sobre a propostas do filme e, também, sobre os bastidores da filmagem. Kátia, que estava fora de Manaus, participou da conversa via internet. As duas destacaram que houve sintonia entre elas e a equipe de filmagem, o que resultou na qualidade do conteúdo e da técnica do documentário.

As três responderam a perguntas da plateia.

O filme revela o firme propósito das duas jornalistas em tornar visível o jeito de viver das dos povos da Amazônia, invisível para mídia tradicional, com destaque para o avanço dos projetos de exploração capitalistas sobre eles, por intermédio da garimpagem, da derrubada da floresta, da criação de gado, das monoculturas de commodities, das grandes hidrelétricas, da contaminação dos rios, e, sobretudo, das mortes causadas por conflitos pela defesa e posse da terra.

Nesses oito anos, a Amazônia Real, em razão da sua maneira diferenciada de compreender a Amazônia, conquistou seguidores e apoiadores em todo o planeta. E, assim, tornou -se uma agência que pauta Amazônia para o mundo, em profundidade de abordagem nunca vista antes no jornalismo brasileiro.

Acesse o filme aqui:

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.