Estudantes da FIC/Ufam vencem Prêmio Sebrae de Jornalismo

Compartilhe:

Os estudantes do curso de Jornalismo da Ufam, equipe do Laboratório de Jornalismo Digital da Ufam (LABF5), vencem o Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria texto, com a reportagem Pandemia gera aumento de MEIs e escancara informalidade do trabalho.

A cerimônia de premiação ocorreu nessa segunda-feira (25/10), na sede do Sebrae Amazonas, na Rua Leonardo Malcher, no Centro.

A reportagem premiada resulta de um trabalho coletivo e integrado que envolveu as cinco disciplinas do quinto período do curso, além da participação de jornalistas convidados na avaliação final da produção jornalística dos estudantes por meio do lll Seminário de Avaliação – 5º Módulo do curso de Jornalismo.

A iniciativa se desenvolveu no mês de julho, com a participação coletiva das docentes: Camila Leite (Fotojornalismo), Cristiane Barbosa (Técnicas de Reportagem, Entrevista e Pesquisa Jornalística); Ivânia Vieira (Redação 1) e Mirna Feitoza (Webjornalismo e Oficina de Jornal Impresso e Webjornal). Jornalistas convidados: Alessandra Taveira, Cynthia Blink, Dante Graça, Felipe Campinas, Jéssica Botelho, Mario Adolfo e Rosiene Carvalho.

A reportagem vencedora vai disputar a etapa regional da 8ª edição do Prêmio Sebrae de Jornalismo com outros vencedores da região Norte. Os vencedores nas categorias Texto, Vídeo, Áudio e Fotografia das etapas regionais vão disputar a final do Prêmio Sebrae de Jornalismo em janeiro de 2022. Os prêmios serão lap tops e celulares de última geração, com capacidade de edição profissional.

A solenidade de entrega do prêmio teve a participação do presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Amazonas, Muni Lourenço, abriu o envelope do vencedor da Categoria Texto e a diretora superintendente do Sebrae Amazonas, Lamisse Said Cavalcanti, abriu o envelope da Categoria Vídeo revelando o nome do trabalho vencedor. O discente Waldick Junior representou a equipe no evento.

O prêmio é um reconhecimento da qualidade da formação que oferecemos para os nossos estudantes. É resultado de um trabalho coletivo e integrado que envolveu os estudantes e os professores do 5º período no semestre passado, em meio a todas as incertezas e os desafios trazidos pela pandemia e pelo ensino remoto. Divididos em equipe, os estudantes produziram um especial sobre a Covid 19, abordando pautas sobre os impactos da pandemia nos diversos setores da vida. A reportagem premiada representa o talento e a dedicação dos estudantes e das professoras responsáveis pelas disciplinas, aliás, todas elas mulheres. As reportagens ficaram muito boas! Parabéns à equipe premiada e às professoras que conduziram os trabalhos.

Mirna Feitoza, professora do curso de Jornalismo da Ufam.

Na edição amazonense, o presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae, Muni Lourenço, destacou “que a imprensa e os jornalistas profissionais exercem um papel muito importante na sociedade brasileira, e que o Prêmio Sebrae de Jornalismo, 8ª Edição, foi para reportagens de relevância sobre o empreendedorismo, notadamente, junto aos micros e pequenos empresários amazonenses”.

A diretora superintendente do Sebrae Amazonas, Lamisse Said Cavalcanti, disse que “ter aberto o envelope com o nome de uma jornalista vencedora foi uma alegria, pelo papel que as mulheres desempenham na Imprensa Amazonense”. Também salientou que o Prêmio Sebrae de Jornalismo, 8ª Edição “é uma mostra evidente do apoio da Instituição aos profissionais de comunicação que informam a opinião pública, sobre o empreendedorismo praticado pelos micros e pequenos empresários locais”.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas, Wilson Reis, afirmou que “o Sebrae é um parceiro histórico da Imprensa Amazonense e que representar a categoria no Prêmio Sebrae de Jornalismo, 8ª Edição, foi uma honra, neste momento em que a imprensa passa por profundas transformações”. Ele ainda frisou que “os trabalhos vencedores são de alto nível, o que evidencia a qualidade dos jornalistas”.


Fonte: Ufam/Assscom

Texto:  Juscelino Simões

 

 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.