Projeto Liceu Digital é apresentado a 18 municípios amazonenses

Compartilhe:

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa apresentou, nessa quarta-feira (27/10), em Rio Preto da Eva, o projeto Liceu Digital, aos participantes do fórum de secretários e coordenadores de cultura dos municípios amazonenses

Pela primeira vez, encontro foi realizado fora da capital.

O diretor do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, maestro Davi Nunes, adiantou que, neste primeiro momento, vão ser oferecidos cursos de Percepção e Dança, Iniciação Teatral, Iniciação Violão, Musicalização infantil em flauta doce e Desenho.

Ele explica que cada turma deve ser composta por 50 alunos e as aulas on-line estão previstas para 10 de novembro.

“Nossa proposta é identificar o potencial de cada município e despertar esse público para produção e arte, mostrar que é possível seguir neste caminho”, comenta o diretor.

Participaram do encontro gestores de Cultura dos municípios de Coari, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Itacoatiara, Japurá, Parintins, Canutama, Tefé, Humaitá, Iranduba, Atalaia do Norte, Silves, Guajará, Codajás, Caapiranga, Pauini e Urucará.

“Com o Liceu Digital, queremos ampliar a oferta de cursos e potencializar o que cada município tem e, a partir daí, desenvolver atividades artísticas e culturais”, explicou o secretário Marcos Apolo.

Descentralizar 

Segundo o secretário Marcos Apolo Muniz, a proposta do fórum é descentralizar as atividades da pasta, proporcionar a troca de experiências entre os gestores de cultura do estado, articular, debater e municipalizar políticas públicas culturais voltadas ao Amazonas.

A programação contou ainda com visitas aos pontos turísticos de Rio Preto da Eva, entre eles Igreja de Cavaco, Mirante Arquiteto Mário Severiano Porto, Mirante Pastor Severo Câmara e Balneário Municipal Rio Preto.

“Foi uma honra receber a terceira edição do Fórum Estadual dos Secretários e Coordenadores de Cultura, ainda mais na véspera da Festa da Laranja. Tivemos a oportunidade de apresentar a nossa estrutura, compartilhar nossos conhecimentos, assim como contar a história do nosso município por meio dos nossos principais pontos turísticos”, afirma Valéria Nogueira, coordenadora de Cultura de Rio Preto da Eva.

Para o gerente de cultura de São Paulo de Olivença, Genival Plácido, os encontros são importantes para entender os processos de convênios e recursos voltados para a área cultural.

“Em São Paulo de Olivença, estamos atualmente agregados à pasta de Educação, mas nos reestruturando para ser uma Secretaria de Cultura e Turismo”, comenta. “É muito importante participar dessas reuniões e conhecer a movimentação e especificidade de cada lugar”.

O coordenador cultural de Urucará, Eustáquio Libório, reforça que os encontros auxiliam e motivam o desenvolvimento dos trabalhos em cada cidade.

“É a primeira vez que temos esse apoio, uma parceria e o diálogo direto com o Estado e com outros municípios, e está ajudando demais”, pontua. “Agora, estamos participando de tudo que é oferecido, tem troca de experiências, de cultura, é grandioso, enriquecedor”.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.