Mostra Picuá de Cinema e Literatura tem 15 filmes e 15 textos finalistas

Por Dassuem Nogueira

Compartilhe:

Acontecerá nos dias 19 e 20 de novembro a 1ª Mostra Picuá de Cinema e Literatura, na Serra do Tepequém, Roraima.

A mostra é realizada pela Makunaima Turismo e tem apoio da Secretaria de Estado da Cultura e do Fundo Estadual da Cultura, com recursos provenientes da Lei Aldir Blanc.

Será uma mostra competitiva de filmes de até 25 minutos, nas categorias de ficção, documentário e animação, com ênfase em produções com temática ambiental e/ou sociocultural produzidos entre 2019 e 2021.

O prêmio em dinheiro é de R$ 1.500 para cada categoria: melhor filme, melhor fotografia, melhor montagem, melhor direção, melhor roteiro, melhor trilha sonora, melhor filme na opinião do público.

As performances literárias concorrerão nas categorias Prosa e Poesia, para autores veteranos e iniciantes com premiação em dinheiro de R$ 1000 (performance e interpretação).

A Serra do Tepequém está localizada a 210 quilômetros da capital Boa Vista, próxima ao município de Amajari e tem tradição em acolher eventos culturais como a Mostra Picuá, sendo o mais famoso o Tepequém Jazz & Blues Festival que já está em sua sétima edição, sempre no mês de fevereiro.

O Tepequém é um atrativo turístico dos mais procurados na região, conhecido pela serra e pelas cachoeiras. Em sua base fica a Vila do Paiva, de onde, cotidianamente, partem turistas e passeantes, por conta própria ou levados por guias.

As competições acontecerão a partir das 18h na área externa em frente à escola municipal Olavo Bilac, na Vila do Paiva.

Manaura na poesia

Inara Nascimento é manauara e há oito anos é professora do Instituto Insikiran, da UFRR. É recente em sua vida a publicização de seus escritos poéticos por meio de seu perfil no instagram @inarantii e @desdeonorte.

Ela é uma das finalistas na categoria prosa, com o poema Do desejo. É a primeira vez que irá concorrer em uma mostra de poesia.

Para Inara, mostras como a Picuá, fora dos grandes circuitos são excelentes para fortalecer a cena local, para conhecer o que está sendo produzido e para que poetas se reconheçam como uma cena.

Como iniciante, Inara diz que está nervosa e ansiosa, mas muito feliz por estar no lugar de poeta pela primeira vez. A mostra também conta com nomes consagrados da cena roraimense como Elisa Coimbra, Edgar Borges e Zanny Adairalba.

Edgar Borges é escritor e jornalista. Lançou em outubro desse ano, o livro de poesia Incertezas no meio do mundo. Ele irá concorrer em prosa com o poema Livro de amor e em poesia com Medo, monstros e Lama.

Para Edgar é sempre uma alegria ser selecionado em concursos e festivais de literatura.

A Mostra Picuá em especial, proporcionará uma alegria em família, pois a poeta e compositora, Zanny Adairalba, sua esposa, também é finalista em poesia com Abayomi.

Zanny lançou em junho desse ano o livro poético Versos de beira-rio para quem gosta de sonhar. As obras podem ser encomendadas pelos perfis dos poetas @zanny_adairalba e @edgar_borges_.

 

Dos 87 filmes e 86 textos literários, segundo a programação divulgada, concorrerão na Mostra 15 de cada categoria, segundo ordem de apresentação:

 

Programação:

19 de novembro, sexta-feira

18:30 – Abertura Oficial

19h – Mostra de Literatura

Um dia de Abelha – Bruno Franques (prosa)

Abayomi – Zanny Adairalba (poesia)

O homem de pedra – Flávio A. V. Dourado (prosa)

Pandêmicos – Kezia Lima (prosa)

O rio das tristezas – Joseani Vieira (poesia)

O apócrifo de Adão – Vitor Plácido (prosa)

Africanua – Rosidelma Fraga (poesia)

A lagoa do pássaro – Lilian Resende (prosa)

 20h – Mostra de Cinema

Mike (RR) – Cláudio Lavôr

Avôa (PB) – Lucas Mendes

Na terra dos Ingarikós (RR) – Alejandro Tubal e Luciano Naka

Eis a morte (RR) – Pablo Felippe

Construção (RS) – Leonardo Rosa

Seremos ouvidas (PR) – Laríssa Nepomuceno

Uma força extraordinária (PE) – Amandine Goisbault

 

Filmes convidados

O homem do Tepuy Tepequém

Nome sujo

 

20 de novembro, sábado

18:30h – Mostra de Literatura

A sociedade das rosas – Rapha Black (prosa)

O avião adentra – Neto Freitas (poesia)

Do desejo – Inara Nascimento (poesia)

Makuxi – Victor Hugo Vieira (poesia)

Medo, monstros e lama – Edgar Borges (poesia)

Livro de amor – Edgar Borges (prosa)

Para Nara (…) – Elisa Coimbra (poesia)

20h – Mostra de Cinema

Saudades minhas (RS) – Leonardo da Rosa

Apnéia (PR) Carol Sakura e Walkir Fernandes

Três graças (ES) – Luana Laux

Ser feliz no vão (RJ) – Lucas H. Rossi dos Santos

O retrato do artista quando coisa (MS) – Filipi Silveira e Larissa Neves

Balizando 2 de julho (BA) – Fabíola Aquino e Marcio Lima

História de Marias (SP) – Patrícia Torres

Adeus, querido Mandi (AM) – Bruno Vilela

Filmes convidados

Rabiola

Palasito

21h – Premiação

 Para os apreciadores de cinema e literatura que desejam migrar de amantes para poetas e cineastas amadores, a Mostra ainda oferecerá oficinas gratuitas de cinema e literatura com Daniel Tancredi, fotógrafo e documentarista que vive e trabalha em Boa Vista e Eli Macuxi, poeta, fotógrafa e historiadora, professora do Curso de Artes Visuais da UFRR, doutoranda em Artes pela UERJ.

Mais informações no site https://www.makunaima.com/mostrapicua e pelo instagram @mostrapicua.

A mostra exigirá o passaporte de vacinação contra covid-19 para entrada nos espaços de exibição.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.