Cmei da Zona Norte fortalece processo pedagógico com resgate literário

Compartilhe:

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) apresentou na tarde desta quinta-feira (2/12), o projeto de leitura e escrita com o tema: Enriquecendo com a Vivência da Leitura e da Escrita.

A ação, com base no programa Viajando na Leitura, sobre diversidade textual e resgate literário, foi realizada no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Olavo Bilac, localizado no bairro Parque das Nações, zona Norte da capital amazonense.

O objetivo da apresentação foi proporcionar um momento para fortalecer ainda mais os processos pedagógicos, alcançando resultados mais expressivos da cultura literária brasileira.

Este ano, o gênero escolhido foi Cantiga de Roda, que as professoras, juntamente com as crianças, escolheram cantos infantis (cantigas) para realizarem uma apresentação no meio de toda a comunidade escolar.

Apaixonada por leitura, a aluna do segundo período, Clara Guimarães, disse que adorou poder fazer parte desse momento. “Foi muito legal, gosto de fazer parte do projeto e fico ainda mais feliz quando a minha família pode ver a apresentação”, declarou.

Para a gestora do Cmei Olavo Bilac, Ellen Cristina, a inovação das práticas docentes voltadas para a interação verbal e da produção textual dos alunos, é de suma importância para o desenvolvimento das crianças.

“O projeto surgiu em 2012 na perspectiva de trazer para a educação infantil a questão dos gêneros textuais e ampliar o vocabulário das crianças. A didática do projeto é construir um livro bem grande e fazer releituras das obras clássicas, por meio das produções em sala de aula. As crianças conseguiram efetivar o projeto, com cada turma conseguindo elaborar o seu livro, com o apoio dos professores e podendo então trabalhar as cantigas de roda que foram apresentadas hoje”, disse Ellen Cristina.

A professora coordenadora do evento, Paula Tamara, comentou que a aplicação do projeto em sala de aula tem resultado positivo e os alunos têm se dedicado bastante para desenvolver bons trabalhos e apresentar as cantigas.

“Com esse projeto, o professor trabalha as habilidades de leitura e escrita dos alunos, e tem ganhado grande relevância no seu desenvolvimento. Percebemos que os anos vão se passando e aquelas músicas que conhecemos quando somos crianças, vão ficando para trás. A literatura precisa ser evidenciada na literatura infantil, porque sem essa base, tudo fica mais difícil”, comentou.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.