Ufam decide “locar equipamentos, ao invés de comprá-los”, anuncia Pró-reitoria

Compartilhe:

A Pró-Reitoria de Administração e Finanças da Universidade Federal do Amazonas (Proadm/Ufam) adota, a partir desta segunda-feira (6/12), o Programa Leasing Operacional para aquisição de equipamentos para a Universidade.

A nova modalidade, que entra em vigor para as aquisições de 2022, tem como principal característica locar equipamentos, ao invés de comprá-los. Na primeira fase, serão contemplados os equipamentos de informática. Nas próximas fases serão contemplados equipamentos laboratoriais, veículos e parque gráfico.

Mercado colaborativo

Segundo a pró-reitora de Administração e Finanças da Ufam, professora Ângela Bulbol de Lima, ao adotar a nova modalidade, a Ufam vai aplicar as mais recentes tendências do mercado colaborativo na gestão pública.

“Optamos por esse investimento de locação porque, na compra direta, temos despesas tanto no momento da aquisição quanto com a manutenção dos equipamentos. No Leasing tradicional, o arrendatário aluga equipamentos e fica responsável pelos custos de manutenção. Já no Leasing Operacional, temos a garantia de termos equipamentos, desde básicos até os mais avançados, com a troca garantida a cada dois anos, sem ficarmos com equipamentos defasados. Se fôssemos adquirir novos equipamentos, gastaríamos muito mais, com a Ufam arcando com todos os custos de manutenção”, explicou a gestora.

Benefícios

A pró-reitora detalhou ainda que o Programa tem por base o tripé da economicidade, tecnologia e meio ambiente.

“O aluguel de equipamentos leasing operacional é uma forma de assegurar o compliance em TI ao adotar máquinas atualizadas e recentes para trazer eficiência às rotinas operacionais. Desse modo, é possível ter uma infraestrutura adequada e inovar processos, sem fazer investimentos elevados. O objetivo, portanto, é ter um parque tecnológico atualizado. Entre os benefícios alcançados por essa prática estão a redução de gastos com obsolescência de equipamentos; alocação mais adequada de recursos para realizar projetos estratégicos; contratação de serviços aliada à locação, inclusive de manutenção e customização, sem contar a questão estratégica para o mundo organizacional, com preocupação com o meio ambiente, através do descarte inteligente que o provedor fará”, acrescentou a professora Ângela Bulbol.

Vanguarda

A nova modalidade de aquisição de equipamentos foi apresentada ao reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, e à vice-reitora, professora Terezinha Fraxe, na tarde da última quinta-feira (2/12).

O reitor afirma que a Ufam, ao adotar a modalidade Leasing Operacional, adere às tendências mais modernas de aquisição de equipamentos.

“Ao aderir a essa modalidade de aquisição, a Ufam ressalta a economicidade e a eficiência, ao mesmo tempo em que traz equipamentos modernos para todos os setores administrativos e laboratórios de Informática que atendem à graduação e à pós-graduação”, afirma.

Sustentabilidade

A vice-reitora da Ufam, professora Therezinha Fraxe, aponta a aliança dos equipamentos renovados com a sustentabilidade ambiental e econômica como os pontos fortes do novo modelo de aquisição de equipamentos pela Universidade.

“A Universidade não cuidará mais do descarte dos equipamentos, assim como a Ufam não terá mais equipamentos obsoletos em seus laboratórios, ou seja, esse novo modelo de aquisição trabalha contra a obsolescência programada”, afirma a vice-reitora.


Fonte: Ufam/Ascom

Texto: Márcia Grana

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.