Em Fórum Mundial, ONU incentiva jovens a ter mais voz no pós-pandemia

Compartilhe:

Na abertura do Fórum Mundial da Juventude, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, convidou os participantes a usarem sua voz para ajudar a moldar um mundo melhor após a crise causada pela pandemia de Covid-19.

Em mensagem de vídeo, o chefe da ONU reforçou que tanto nas ruas como nas plataformas digitais, os jovens estão pedindo mudanças, exigindo igualdade, paz, justiça e ação na crise climática.

Progresso

Ele ainda lembrou os impactos negativos que a doença causou especialmente entre os jovens. De acordo com Guterres, mais de 1,6 bilhão tiveram a educação interrompida e viram os níveis de desemprego aumentarem.

O líder das Nações Unidas destacou que os jovens também viram o acesso a serviços como cuidados de saúde e aconselhamento diminuir durante “um período desafiador para a saúde mental”.

Em seu discurso, Guterres afirmou que a construção de um futuro melhor deve começar hoje. Ele fez um apelo aos jovens para que continuem identificando as soluções e ações necessárias para recuperação da crise.

Guterres lembra que muitas mulheres e meninas em países em desenvolvimento não estão conectadas. Foto: Unicef/UN014974/Estey

Agenda

Os debates, que acontecem em Sinai do Sul, no Egito, vão até quinta-feira e têm a intenção de juntar ideias para retomada do mundo após a crise de Covid-19. Assim, o chefe da ONU afirmou que esse é um lembrete de que não há tempo a perder.

Além de falar aos jovens, o secretário-geral transmitiu uma mensagem aos líderes e governantes presentes.

Segundo Guterres, os jovens são uma fonte incrível de ideias e soluções inovadoras e suas necessidades devem vir em primeiro lugar nas discussões sobre políticas e investimentos.

Ele disse que está ansioso para ouvir os resultados do fórum e trabalhar com os participantes para moldar um futuro melhor.

Fórum

As discussões no Fórum Mundial da Juventude giram em torno de três eixos: Paz, Desenvolvimento e Criatividade.

O primeiro evento aconteceu em novembro de 2017, de acordo com o site oficial.

A iniciativa foi desenvolvida por um grupo de jovens egípcios na Conferência Nacional da Juventude, que propôs a ideia de dialogar com pessoas de todo o mundo.

Desde então, foram realizadas três sessões, sendo a última em 2019.


Fonte: ONU News

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.