Editora Valer amplia coleção para crianças e adolescentes

Compartilhe:

A linha de livros infantojuvenis da Editora Valer continuará crescendo em 2022. Já estão na editora, em elaboração gráfica e editorial, mais sete títulos com o novo formato (23 cm por 26 cm, capa dura, colorido e miolo com papel offset 180g/m2.), que formarão uma coletânea de 12 livros.

O editor da empresa, jornalista Isaac Maciel, disse que esses títulos seguirão o mesmo padrão de qualidade dos outros cinco lançados no ano passado e que foram celebrados pelos leitores.

“São livros com ilustrações coloridas, mais altos e mais largos, mais resistências e portadores de histórias fantásticas contextualizadas no ambiente amazônico”, explicou Isaac.

No ano passado, foram lançados os títulos: A origem do Solimões, de Barbosa Rodrigues; O rei e o jardineiro, de João de Jesus Paes Loureiro; A faca e a vaca, de José Almerindo A. da Rosa, todos com a ilustração de Alessandra Veccia; A borboleta amarela, de Elson Faria, com a ilustração de Rodrigo Abrahim, e O príncipe soberbo, de Zemaria Pinto, com a ilustração de Josiney Encarnação.

Para Isaac, a nova coleção surpreendeu os leitore(a)s com a qualidade técnica e artística, por meio o estilo de cada um dos três ilustradores.

Veccia, italiana, é a primeira vez que ilustra livros da Valer, e nela se sobressai a exploração do lúdico por imagens alegres e com cores fortes.

Roger, amazonense, um craque da aquarela, começou a carreira de ilustrador na Valer, na década de 1990, e hoje atua no mercado editorial do sul e do sudeste.

Josiney, também amazonense, já ilustrou vários livros da editora, entre os quais, os de Elson Farias e Raimundo Nogueira.

“Nosso foco é valorizar os artistas locais sem perder a perspectiva do intercâmbio e da colaboração intercultural”, salientou Isaac.

Para este ano, já estão no planejamento da editora, para essa coleção, livros da escritora Ana Célia Ossame e Leyla Leong, e dos escritores Elson Farias, Zemaria Pinto e Wilson Nogueira.

“São livros que já passaram pela aprovação do conselho editorial e dos consultores da editora, formados por escritores, professores, pedagogos e psicólogos. Agora eles seguem para as revisões finais e, em seguida, para a impressão”, explica Isaac.

A Valer é pioneira na publicação contínua de livros de escritores amazonenses para crianças e adolescentes.

Nos seus trinta anos de existência já publicou ao menos 100 títulos desse gênero literário.

Elson Farias, autor da coleção As aventuras de Zezé na Amazônia, com mais de trinta episódios, publicou ao menos 50 títulos.

A exemplo dos livros para adultos, os da linha infantojuvenil são, preferencialmente, portadores de temáticas amazônicas.

São livros que, segundo Isaac, contextualizam as peculiaridades da Amazônia com as temáticas universais, como meio ambiente, juventude, identidade, migração, amor, justiça social e solidariedade.

Independentemente da coleção, a editora segue publicando livros, também para crianças e adolescentes, em outros formatos.

Nesse contexto, a empresa sempre abre espaço para a publicação de obras de novos autores, cujas propostas estejam demandadas pelo mercado de leitores e leitoras.

“É necessário explicar que cada livro, independentemente, da vontade do autor ou do editor, tem o seu momento de mercado, cujas variáveis são muitas e incontroláveis”, acentua Isaac.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.