UEA qualifica servidores do Cetam com curso de pós-graduação

Compartilhe:

O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) firmou parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), para a oferta do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Tecnologias Educacionais à Docência em Educação Profissional e Tecnológica.

Já foram formadas duas turmas. Atualmente, o Cetam se encontra no terceiro grupo de servidores, cujo processo foi totalmente voltado a instrutores do interior do Amazonas. Ao todo, foram ofertadas 709 vagas para 18 municípios.

As inscrições alcançaram profissionais com nível superior e atuação como docente/instrutor ou servidor do Cetam, que atuaram na instituição no período de janeiro de 2018 até outubro de 2021. Também foi requisito fundamental que o candidato morasse em um dos 18 municípios do Amazonas contemplados.

Valorização

O diretor-presidente do Cetam, José Augusto de Melo Neto, ressalta que a valorização dos docentes da instituição também acontece pela formação e atualização profissional.

“Esta oferta do Governo do Estado, exclusiva aos municípios amazonenses, é inédita e mostra o compromisso do governador Wilson Lima com a educação profissional e tecnológica”, destaca.

As aulas da terceira turma do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Tecnologias Educacionais para a Docência em Educação Profissional e Tecnológica iniciaram dia 14 de março, com uma aula inaugural ministrada pelo presidente da autarquia.

Nas duas edições anteriores, o curso de pós-graduação qualificou 500 servidores. Nesta terceira edição o Cetam conseguiu superar essa marca, comprovando a determinação do governador de ampliar todos os serviços da instituição no segmento da educação profissional.

O coordenador de Cursos do Cetam, Gerson Pereira, fez a pós-graduação na primeira turma ofertada pela parceria com a UEA. “O curso possibilitou uma maior compreensão sobre a didática voltada à educação profissional e tecnológica, melhorando o processo de ensino e aprendizagem desenvolvido pelos nossos docentes em sala de aula”, disse, completando que o aprendizado refletiu na qualidade do ensino na execução dos cursos ofertados pelo Cetam.

Parceria 

O curso de pós-graduação em parceria com a UEA tem duração de 12 meses e ocorrerá de forma híbrida. Os professores também farão uso do guia metodológico para o ensino remoto, lançado pelo Cetam em fevereiro deste ano. Foi graças a ele que a instituição conseguiu dar andamento aos cursos técnicos e de qualificação profissional, na capital e interior, no auge da pandemia de Covid-19.

De acordo com a diretora da Escola Superior de Tecnologia (EST/UEA), Ingrid Figueiredo, o curso de pós-graduação é de extrema relevância para o desenvolvimento do Amazonas, pois tem como objetivo habilitar profissionais para o exercício da docência em Educação Profissional e Tecnológica no uso de tecnologias educacionais, que se mostraram fundamentais durante a pandemia.

Na primeira turma, em 2018, foram ofertadas 200 vagas para a capital, de forma presencial. Em 2020, ofertou-se 300 vagas, também para Manaus, na modalidade de Ensino a Distância (EaD).

Desta vez foram beneficiados instrutores de 18 municípios amazonenses. São eles: Barreirinha; Carauari; Coari; Codajás; Eirunepé; Guajará; Humaitá; Iranduba; Itacoatiara; Lábrea; Manacapuru; Maués; Nova Olinda do Norte; Parintins; Presidente Figueiredo; Tabatinga; Tefé; e Urucurituba.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.