6.ª Feira do Livro da Semmas já conta com mais de 27 mil livros doados  

Compartilhe:

Mais de 27 mil livros já foram coletados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas)  a 6ª Feira do Livro, prevista para ocorrer no fim de abril. As doações podem ser realizadas até a próxima sexta-feira, 1º/4.

Títulos para crianças e adultos, desde clássicos da literatura até apostilas voltadas para concursos, estão entre os mais de 27 mil exemplares recebidos até o momento.

Em 2019, foram arrecadados em torno de 19 mil títulos.

A ação de arrecadação de livros começou em 18/2 e foi marcada pelo industriário aposentado Raimundo da Silva Xavier, de 79 anos, que percorreu mais de 10 quilômetros para entregar uma pequena, mas significativa, sacola com alguns títulos, no primeiro ponto de coleta mobilizado pela Prefeitura de Manaus.

“O primeiro ponto de coleta foi aberto no parque Lagoa do Japiim, que acabou se tornando o principal. E no primeiro dia tivemos o privilégio de receber a doação do senhor Raimundo, que saiu do bairro São José 2, debaixo de chuva, para nos ajudar nessa ação. Isso já era um sinal que a arrecadação de livros seria muito positiva”, destaca o secretário da Semmas, Antonio Ademir Stroski.

Além da Lagoa, os parques municipais Ponte dos Bilhares e do Mindu também começaram a receber doações.

“Além disso, toda quarta-feira, durante a ação de doação de mudas de plantas, a população pode doar. Nesta quarta, estaremos no Centro, na avenida Lourenço da Silva Braga, nas proximidades da feira da Manaus Moderna”, informa o diretor de Arborização da Semmas, Deyvson Braga.

Pontos

Para quem ainda quiser doar livros, os pontos fixos são: parque do Mindu, localizado na rua Domingos José Martins, s/nº, Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul; parque Ponte dos Bilhares, etapa Constantino Nery, Chapada; e parque Lagoa do Japiim, avenida General Rodrigo Octávio, zona Sul.

“A população atendeu ao nosso chamado e vem doando muitos títulos, mas voltamos a reforçar, doem livros que estejam em bom estado. Assim como já arrecadamos mais de 27 mil exemplares, recebemos uma grande quantidade que não servia para nada e tivemos que descartar”, reforça Stroski.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.