Ceti de Coari aprova 10 estudantes para o curso de Direito da UEA

Compartilhe:

“Quero agradecer, especialmente, a minha escola, pois foi nela que eu me entendi e descobri o que eu realmente queria para a minha caminhada profissional”, disse Elen Araújo, de 18 anos, ao confirmar que foi aprovada para cursar Direito na Universidade do Amazonas (UEA).

Ela está entre os 13 estudantes do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Prof. Manuel Vicente Ferreira Lima, no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), que foram aprovados pelo Sistema de Ingresso Seriado (SIS), deste ano, da UEA.

Os demais são: Kevin Costa, Ruana Silva, Ronaira Ribeiro, Victória Costa, Larissa Lima, Taline Araújo, Laís Alencar, Hellen Pereira e Tayane Pinho.

Da mesma escola também foram aprovados José Victor Ribeiro, para Engenharia Ambiental; Cássio Cavalcante, para Enfermagem; e Adnamara Guimarães, para Letras – Língua Inglesa.

“Chorei muito quando recebi a confirmação, pois era meu sonho desde criança. Estou muito ansiosa, pois é um sonho para qualquer jovem adentrar uma faculdade pública, e ainda fazer o curso de Direito. Sem dúvida, é o começo de uma trajetória que está se realizando, é uma alegria tão grande que não cabe dentro do peito”, afirmou a futura universitária do curso de Direito.

Hellen Pereira, de 18 anos, conta que ficou muito emocionada ao saber do resultado.

“Demorei pra acreditar, pois parecia impossível, mas depois fiquei muito feliz. É uma sensação incrível ver que você foi aprovado. Agradeço aos meus professores, e à minha mãe, eles sempre me incentivaram e acreditaram em mim”, pontuou a ex-aluna.

A jovem conta que, mesmo com as dificuldades da pandemia, conseguiu superar as próprias expectativas. “O meu processo de estudos no início foi fácil, pois ainda estava tendo aula presencial. Mas na 2.ª e 3.ª séries ficou um pouco difícil, porque as aulas online dificultaram o entendimento de alguns assuntos. Eu realmente achei que não fosse conseguir alcançar uma boa pontuação e estou tão feliz por ter conseguido chegar até aqui”, recordou.

Preparatórios 

À frente da unidade escolar desde 2021, a gestora Gerlane Lima, diz que os professores priorizam os assuntos que são cobrados nas provas de vestibulares, preparando os estudantes para os vestibulares e demais provas de ingresso nas universidades. Ela atribui a isso às 13 aprovações obtidas na escola.

“Um dos professores de Língua Portuguesa se disponibilizou a oferecer aulas aos sábados de produção textual para as turmas das 3.ª séries, o que foi muito bem recebido pelos alunos. Além disso, a escola também mantém uma política de divulgação dos calendários das provas aos alunos e pais, para que os mesmos não percam os prazos”, contou.

Além de preparar os estudantes, a escola costuma incentivar e auxiliar na inscrição dos alunos, tudo para garantir a participação e bons resultados.

“Também auxiliamos no processo de inscrição, que é realizado na própria escola, para aqueles alunos que não possuem acesso à internet, além do constante incentivo para a participação deles nessas seleções”, frisou.

Secretária

A secretária estadual de Educação e Desporto, Kuka Chaves, destaca que a pasta foca em preparar os alunos. “Tivemos uma taxa expressiva de aprovações, o que mostra que as políticas adotadas pelo governador Wilson Lima têm gerado frutos positivos para a rede e a para a vida dos estudantes”, avaliou.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.