Estudantes do projeto Da Escola para o Trabalho visitam empresa

Compartilhe:

Os estudantes que participam do projeto Da Escola para o Trabalho, da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), realizaram, nesta quarta-feira (30/03), a primeira visita técnica a uma empresa.

A iniciativa pioneira oferta cursos técnicos a estudantes da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio.  Para a primeira aula prática, os alunos da Escola Estadual (EE) Pedro Gislandy, que participam do curso de Técnico em Administração, estiveram na empresa Rio Negro, Serviços e Comércio, localizada na zona sul, para a acompanhar a rotina dos profissionais de produção e administração.

O estudante Lucas Viana, de 18 anos, relata a experiência vivida durante a visita.

“Hoje, a gente teve a oportunidade de visualizar tudo o que aprendemos de forma teórica, coisas que são muito importantes para o nosso primeiro emprego, como o tratamento que deve ser dado aos clientes, sempre com respeito e atenção. Além disso, nós compreendemos que nada adianta ter excesso de informação se nós não colocarmos as experiências em prática”, salientou o aluno.

O aluno Victor Gabriel, explica que a atividade foi além de suas perspectivas. “Eu achei muito interessante e inovador, porque para a gente é muito importante que visitas como esta aconteçam. Sem dúvida, esse é um investimento que vai impulsionar o acesso dos alunos ao mercado de trabalho”, disse.

Aprendizagem 

O coordenador do projeto, Alysson Lopes, explica que a atividade foi muito aguardada pelos estudantes. “Esse é um momento muito importante para estes alunos, eles ficam ansiosos para visualizarem tudo que aprenderam em sala de aula, afinal, a gente sabe que a prática é essencial no processo de aprendizagem, por isso, estamos muito felizes em trazer o primeiro de muitos grupos que já estão recebendo outros cursos técnicos\”, ressaltou.

Em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), o projeto atenderá 550 alunos, divididos em 22 turmas, e terá oito cursos técnicos, sendo eles: Serviços Públicos, Serviços Jurídicos, Qualidade, Logística, Administração, Recursos Humanos, Marketing e Design de interiores. A ideia é que, nos próximos meses, o Da Escola para o Trabalho alcance 1,5 mil alunos da rede estadual.

Escolas polo

A EE Pedro Gislandy é a primeira entre 17 unidades da rede estadual que funcionarão como polos para o “Da Escola para o Trabalho”.

As demais são: Escola Estadual (EE) Ruy Araújo; EE Eunice Serrano; EE Márcio Nery; EE Antônio L. Bittencourt; EE Nathalia Uchôa; EE Adelaide T. Macedo; EE Vicente Telles; EE Antônio Encarnação Filho; EE Roderick Castelo Branco; EE Homero de Miranda Leão; EE Raimunda Holanda; EE José Bernardino Lindoso; EE Karla Patrícia; EE Roberto dos Santos Vieira; EE Eliana de Freitas (CMPM VII) e EE Evandro N. Carreira (CMPM VI).

O professor Alexandre Figueiredo, que faz parte do corpo técnico do Cetam, conta como a experiência vai agregar na vida dos estudantes.

“Nesse espaço os alunos conhecem desde a aquisição de material até a papelada, aquilo que é feito dentro do escritório, logo, esse momento marca a vida desse estudante e agrega muito à vida profissional destes jovens\”, finaliza o professor.

Educa+Amazonas

O Governo do Estado lançou, em julho de 2021, o Educa+Amazonas, um programa composto por 13 projetos prioritários e focado em quatro eixos da Educação: qualificação e reconhecimento dos profissionais da Educação; recuperação da aprendizagem dos estudantes; preparação do estudante para o futuro; e meio ambiente e sustentabilidade.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.