Maior vacinação nas Américas leva à queda global de casos e mortes por Covid

Compartilhe:

Nesta quarta-feira, a Organização Pan-Americana Saúde (Opas) afirmou que os mortes e casos de Covid-19 seguem caindo na região.

No entanto, a doença avançou no Canadá na última semana, que registrou 11,2% a mais de casos e 20% de alta nas hospitalizações.

Ômicrom BA.2

De acordo com a diretora da Opas, Carissa Etienne, a alta na América do Norte é causada pela subvariante da Ômicron, o tipo BA.2.

Ela afirmou que à medida que as fronteiras foram reabertas e o turismo aumentou, os casos também subiram em alguns outros países e territórios do Caribe.

O crescimento aconteceu principalmente em São Cristóvão e Nevis, Santa Lúcia, Barbados e São Martinho.

Segundo Carissa Etienne, a redução das taxas de mortalidade e novas infecções é a prova de que as vacinas estão funcionando bem para proteger as pessoas das internações e morte causada pela Covid-19.

Mais de dois terços dos latino-americanos e caribenhos receberam duas doses, e muitos países da região têm algumas das taxas de cobertura mais altas do mundo.

Semana de Vacinação nas Américas

Ela lembrou que a Semana de Vacinação nas Américas, entre 23 e 30 de abril, será um momento para comemorar essa grande conquista.

A chefe da Opas diz que as Américas possuem suprimentos suficientes para imunizar toda a população.

Até este mês, o Fundo Rotativo da Opas entregou mais de 141 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 em parceria com a Covax e com o apoio de doadores.

No entanto, ela reforçou que a oferta é apenas o primeiro passo. Assim, Carissa Etienne afirma que a Opas está trabalhando em estreita colaboração com os países para fornecer assistência técnica, planejamento e suporte de comunicação para preencher as lacunas restantes.

Com a altamente transmissível variante Ômicron da Covid-19, surgem novas ondas de infecções e o custo humano e econômico da pandemia deve aumentar novamente. Foto: UNICEF/ Dhiraj Singh

Cobertura

Ao reafirmar a segurança e eficácia das vacinas contra Covid-19, ela disse que é necessário ampliar ainda mais a cobertura nas Américas.

De acordo com os dados da diretora da Opas, 14 países da região já atingiram a meta da OMS de vacinar totalmente 70% de suas populações antes da meta de 30 de junho.

O monitoramento da Opas aponta que a imunização avançou bastante desde o começo deste ano.

Caribe

Somente nos primeiros três meses de 2022, a Nicarágua aumentou a cobertura em 18%. Peru e Colômbia expandiram a vacinação em 12%. E Bolívia e Venezuela aumentaram sua cobertura vacinal em quase 10%.

Mas em algumas áreas, segundo a chefe da Opas, a vacinação diminuiu ou estagnou.

No Caribe, menos de 30% da população obteve a primeira dose no Haiti, Jamaica, São Vicente e Granadinas e Santa Lúcia.

Em toda a América Latina, Guatemala, Guiana e Paraguai ainda não atingiram metade de suas populações


Fonte: ONU News

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.