Cetam lança terceira coletânea do Prêmio Professor Inovador

Compartilhe:

A terceira edição do livro Prêmio Professor Inovador contou com 15 trabalhos de professores do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). O livro foi uma coletânea da produção dos docentes dos últimos três anos.

Dois professores do Cetam que atuam no interior do estado tiveram seus trabalhos contemplados, ambos do município de Manacapuru: Eugênia Aires da Rocha e Jayme Salz Odilon foram os agraciados. Os demais foram de servidores que trabalham na capital.

Autor(a)es da terceira coletânea

Adriana Alves de Lima

Eugênia Aires da Rocha

Hingrid Mara Pontes da Silva

Jayme Salz Odilon

Jucilene Leite dos Anjos

Maykaren Rodrigues Ferreira

Odair da Costa Cordeiro (dois trabalhos inscritos)

Rosimery Mendes Rodrigues

Sebastião da Silva Alves

Simone Helen Drumond Ischkanian

Tássia Patricia Silva do Nascimento

Vanderléia Souza Pontes

Walter Pereira Martins Filho

Laboratório

A professora Eugênia Aires da Rocha concorreu e venceu, na categoria Educação Tecnológica, com o trabalho Educação Profissional e Técnica: os benefícios do laboratório de Informática do Cetam, na sede do Núcleo de Educação Profissional de Manacapuru.

Eugênia é instrutora de Informática básica e avançada, e, também, de Informática Aplicada que atende os cursos técnicos. A professora atua no Cetam desde 2008.

Ela conta que desenvolveu a pesquisa entre os anos de 2020 e 2021, em plena pandemia, no laboratório do Cetam e da Escola Estadual Nazaré, uma das parcerias da autarquia no município.

“A necessidade de termos um laboratório de Informática mais adequado à realidade dos munícipes, e sua importância na formação profissional e técnica dos cursistas, pois, a demanda é extensa. O Cetam é uma referência e toda equipe trabalha com muita seriedade. Por isso, acredito, as pessoas são tão interessadas em fazer cursos neste Centro Tecnológico”, destacou.

Ela explica que, profissionalmente, a premiação agrega muitos benefícios, como reconhecimento por toda dedicação e esforço, incentivo a continuar melhorando para atender os estudantes com muito amor e profissionalismo. “Quanto ao Cetam, isso mostra que todos os seus colaboradores têm oportunidades para crescer e ter grande desempenho. E a instituição recebe o reconhecimento pelo grande e belíssimo trabalho que vem fazendo pelo nosso estado do Amazonas”, ressaltou.

 

 

 

Um dos trabalhos da capital premiados foi do professor Odair da Costa Cordeiro, que atua pelo Cetam desde 2014, intitulado Educação e tecnologias: o uso dos recursos tecnológicos e a constituição docente em tempos de pandemia.

Seu artigo venceu a categoria educação tecnológica. O Artigo foi selecionado para fazer parte do livro como Professor inovador 2021.

Segundo Odair, o trabalho foi realizado no ano de 2020, no Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, durante o processo de pandemia, onde o principal desafio era manter os alunos em casa e protegidos e “Principalmente motivados a continuar seus estudos diante de um inimigo oculto que desafiava o instrutor a buscar novas metodologia de ensino”.

“A motivação (para o trabalho) está intimamente ligada à qualidade das tarefas desempenhadas e transferir conhecimento e sempre um prazer”, ressaltou o professor.

“O Prêmio me traz valorização profissional e para o Cetam o ganho de um profissional aprimorado para continuar capacitando”, destacou.

Odair é PCD, formado em magistério pelo Instituto de Educação do Amazonas (IEA) e graduado em Gestão da Qualidade pela Uninorte, é pós-graduado em MBA Lean Manufacturing pela Fucapi e especialista em docência em Educação Profissional e Tecnológica pela UEA.

Edição marcante

Segundo a idealizadora da premiação, deputada Therezinha Ruiz (PL), essa edição é especial por marcar a entrega de uma coletânea de três livros, após dois anos pandêmicos, contendo 493 projetos publicados, referentes aos resumos dos anos de 2020 e 2021.

O Prêmio Professor Inovador faz parte da Semana de Valorização do Educador, instituído pela deputada, e tem como objetivo identificar, valorizar e divulgar as experiências educativas inovadoras dentro das salas de aula, realizada pelos professores do Amazonas.

“Juntos nós vamos avançando muito mais e esse projeto tem esse objetivo, que além de reconhecer o trabalho dos professores, abre portas para especializações e qualificações que almejam, me sinto feliz em poder contribuir”, disse a deputada.

A coletânea foi lançada nesta segunda-feira (25), no auditório Belarmino Lins da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

Fotos: Cetam/Divulgação

Lançamento

A coletânea conta com três volumes, que se tornaram necessários devido ao aumento no quantitativo de trabalhos, sendo:

Volume 1 – Educação Infantil, Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Educação Indígena, perfazendo um total de 147 projetos.

Volume 2 – Ensino Fundamental – Anos Finais (com 119 projetos) e Educação Especial (com 43 projetos), perfazendo um total de 162 projetos;

Volume 3 – Ensino Médio e Educação Tecnológica, perfazendo um total de 184 projetos.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.