Tambaqui Amazon Tech conquista o 1º lugar no Hackathon Cidades Sustentáveis

Compartilhe:

Com o tema Mobilidade Colaborativa Segura e Sustentável, a equipe Tambaqui Amazon Tech, composta por uma docente e dois alunos do Senac Amazonas, venceu em primeiro lugar a competição nacional Hackathon Cidades Sustentáveis, realizada pelo Conselho Federal de Administração, em parceria com a Comissão Especial ADMMulher e os Conselhos Regionais da Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte.

A equipe vencedora é formada por dois participantes nacionais, o Carlos Eduardo Alves de Moura, de Goiás, e a administradora Euzaíra Miranda de Vasconcelos Martins de Almeida, da Bahia, e quatro amazonenses.

São eles: Léo David de Souza Cunha, convidado do Conselho Regional do Amazonas (CRA-AM) e idealizador do plano de ação; Marcos Vinicius Souza Gomes e Sandro Costa Azevedo, alunos do Senac Amazonas; e a administradora Roneuane Grazielle da Gama Araújo, desenvolvedora de TI e docente do Centro Especializado de Informática do Senac Amazonas.

O projeto apresentado é uma plataforma chamada Collab Mob que cria um serviço de mobilidade corporativa sustentável com o objetivo de aumentar a segurança dos colaboradores das empresas, principalmente a segurança das mulheres, conforme explica a administradora Euzaíra Vasconcelos.

“Principalmente as mulheres, quando esperam seus transportes corporativos, às vezes ficam em locais ermos e em horários também difíceis. Com a Collab Mob, as empresas poderão criar rede de colaboradores que terão a opção de serem levados ao trabalho e retornarem para casa, de forma coletiva, através de serviços de vans ou micro-ônibus, gerando uma série de vantagens e economia para a empresa, através de gestão de dados, melhorando assim a mobilidade urbana da cidade de forma sustentável”, explica.

Hackathon Cidades Sustentáveis

O evento é uma maratona de inovação que foi realizada em uma jornada digital de três dias (10, 11 e 12 de junho). A iniciativa tem o objetivo de incentivar a criação de soluções inovadoras para o desenvolvimento de cidades sustentáveis, tendo como base para os desafios o Índice de Governança Municipal IGM-CFA e as diretrizes da ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis da ONU.

A edição contou com 326 inscritos, 17 equipes participantes, e reuniu profissionais e acadêmicos das mais diferentes áreas de mercado e de todo país, com uma programação intensa de workshops e mentorias destinados a apoiar as equipes a desenvolverem soluções inovadoras para os desafios apresentados. O incentivo para os ganhadores soma um total de R$ 21 mil reais, divididos entre o pódio (1º lugar: R$ 10 mil, 2º lugar: R$ 7 mil, 3º lugar: R$ 4 mil).

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.