Dia Internacional de Combate ao Discurso de Ódio ressalta ameaças atuais

Compartilhe:

Neste 18 de junho, a ONU marca pela primeira vez o Dia Internacional de Combate ao Discurso de Ódio.

A organização pede a governos, entidades internacionais, grupos da sociedade civil e indivíduos que difundam estratégias para identificar, abordar e combater a prática.

O presidente da Assembleia Geral, Abdulla Shahid, convocou para segunda-feira uma reunião informal de alto nível sobre o tema.

A ONU lembra que o discurso de ódio está em alta pelo mundo. Este tipo de narrativa tem o potencial de “incitar à violência, minar a coesão social e a tolerância e causar danos psicológicos, emocionais e físicos”.

O discurso de ódio afetar indivíduos e grupos específicos e, também, sociedades. E o impacto é ampliado pelas novas tecnologias de comunicação “tanto que o discurso de ódio se tornou um dos métodos mais frequentes para difundir retóricas e ideologias que causam divisão em escala global”.

Esforços

A ONU receia que, se o problema não for controlado, possa até prejudicar a paz e o desenvolvimento, pelo potencial de inflamar conflitos e tensões, violações de direitos humanos em larga escala.

A criação do Dia Internacional de Combate ao Discurso de Ódio foi baseada na Estratégia e Plano de Ação da ONU sobre o tema, lançada em 2019.

Foi a primeira iniciativa da organização para combater a prática apoiando e complementando os esforços nacionais.

A estratégia enfatiza que é preciso combater o ódio de forma holística e com total respeito pela liberdade de opinião e expressão.

Para atingir esse proposito a atuação entre os envolvidos, incluindo organizações da sociedade civil, meios de comunicação, empresas de tecnologia e plataformas de mídia social.


Fonte: ONU News

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.