Deprecated: A função Advanced_Ads_Plugin::user_cap está obsoleta desde a versão 1.47.0! Em vez disso, use \AdvancedAds\Utilities\WordPress::user_cap(). in /var/www/html/amazonamazonia.com.br/web/wp-includes/functions.php on line 5381

Marinildes Costeira de Mendonça Lima morre, aos 83 anos, em São Paulo

Compartilhe:

A desembargadora aposentada Marinildes Costeira de Mendonça Lima morreu, aos 83 anos, na madruga de hoje (2/12), em São Paulo (SP), onde realizava tratamento de saúde.

“Por todo seu legado, o Tribunal de Justiça do Amazonas se solidariza com os familiares, filhos e amigos da Magistrada Marinildes Costeira de Mendonça Lima, na certeza de que a fé os confortará neste momento de dolorosa perda”, afirmou o Tribunal de Justiça do Amazonas, em nota de pesar.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, e o prefeito de Manaus, David Almeida, também lamentaram morte da

Ela morreu Nascida em Itacoatiara (AM), graduada em Direito, iniciou sua trajetória no Judiciário como juíza titular da Comarca de Boca do Acre.

Marinildes foi a primeira mulher a presidir o Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJ-AM), entre os anos de 2002 e 2004, e ocupou, em 1999, a vice-presidência do Judiciário estadual.

Ela também foi a primeira juíza a exercer o cargo de corregedora do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas e ocupou, também, a vice-presidência e a presidência da Corte Eleitoral.

“Me solidarizo aos familiares e amigos da desembargadora Marinildes Lima. Ela deixa um legado importante na história da magistratura amazonense. Meus sentimentos e preces, na esperança do reencontro por ocasião da volta de Jesus”, disse o prefeito David Almeida em nota de pesar.

O Conselho Federal da OAB lamenta profundamente o falecimento da desembargadora aposentada Marinildes Costeira de Mendonça Lima, destacando a sua carreira profícua, na qual galgou os mais altos cargos da carreira jurídica do estado de Amazonas, tendo construído uma brilhante trajetória.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.