Deprecated: A função Advanced_Ads_Plugin::user_cap está obsoleta desde a versão 1.47.0! Em vez disso, use \AdvancedAds\Utilities\WordPress::user_cap(). in /var/www/html/amazonamazonia.com.br/web/wp-includes/functions.php on line 5381

Conferência aprova 59 propostas para a cultura do Amazonas

Compartilhe:

O plenário da 3ª Conferência Estadual de Cultura aprovou 59 propostas: 14 para a Conferência Nacional de Cultura, marcada para os 4, 5, 6, 7 e 8 de março em Brasília, e 45 para Plano Estadual de Cultura.

Participaram do evento 205 delegados da capital e demais municípios, agentes culturais, classe artística e representantes da sociedade civil, reunidos em Manaus, no no Centro de Convenções Vasco Vasques.

A conferência foi organizada pelo Conselho Estadual de Cultura, Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Amazonastur, Ministério da Cultura e Governo Federal.

O delegado do município de Parintins,

Aldemir Saterê, delegado de Parintins.

, comemorou a aprovação das propostas. “Nivelamos esse entendimento para que a gente também seja defensor da cultura de uma forma igualitária, respeitando a diversidade”, disse o líder indígena, graduado em gestão pública.

A eleição se estendeu aos delegados que irão compor a delegação estadual que vai à conferência nacional, formada por 40 representantes do Amazonas.

Ananda Guimarães é artista e uma das delegadas eleitas nos encontros setoriais defende a acessibilidade cultural:

“Se eu estou aqui enquanto uma mulher com deficiência é porque preciso dar voz ao meu movimento também, entendendo a interseccionalidade, porque a pessoa com deficiência, ela é negra, ela é LGBTQIA+, ela é indígena. Então a gente está ali para lutar e, acima de tudo, também aos nossos povos amazônicos como um todo”, explica. .

Segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, o resultado dos três dias de conferência superou as expectativas, com mais de 600 inscritos, e a participação ativa dos municípios.

“A análise é totalmente positiva pela diversidade que nós tivemos aqui. Quase 78% dos participantes, mais de 77% são do interior, mostrando aí a força e a vontade que eles têm de contribuir para essas políticas públicas de cultura. Isso tudo discutido de forma muito democrática, com direito de voz a todos”.

Para a representante do Ministério da Cultura no Amazonas, Michelle Andrews, a conferência trouxe um resultado positivo e deve se estender no pleito nacional.

“Então, a ideia é que essa galera que vai para a conferência nacional fique sendo os mobilizadores para o aperfeiçoamento deste caderno de propostas e a gente comece a entender daqui a quantos anos a gente consegue aplicar, qual é a realidade, como é que a gente avança, então o debate vai ser contínuo”, finaliza Michelle.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.