A lavadeira

Seu nome era Maria das Dores. Mas também atendia por Das Dores. Mas era mais conhecida por Dorinha. Nós, os frangotes da rua, a chamávamos de dona Dó. Tinha o corpo franzino, quase esquelético, a pele morena bastante maltratada pelo sol. Os…

A revolução pela leitura

A situação é alarmante. Debruço-me sobre os dados e entro em quase desespero. 41% dos brasileiros não leram nenhum livro durante o período de um ano. Apenas 1% leu quatro ou mais livros por ano. Busco os dados de Portugal.…

Velha mania de leitor

Dediquei-me por muito tempo aos estudos da Análise de Discurso. Isso se deu, principalmente, durante a última fase da minha carreira na Universidade Federal do Amazonas, até a aposentadoria em 2012. Depois disso, cansei da vida acadêmica.…

O último biribá            

Tinha crescido ali, bem em frente à janela que dava para o quintal da velha casa. Ninguém sabia dizer se tinha sido plantado ou se nascera ao Deus-dará, como os pés de chicória e de urtiga que, sem quê nem para quê, da noite para o dia…

A leitura como ato subversivo

Mas deve ficar claro que eu não estou aqui falando da leitura pela leitura, da leitura descomprometida, da leitura que se faz por fazer e lazer, daquela leitura, como eu dizia um dia desses, de alguém que ouve o galo cantar, mas não sabe…

Sentir é preciso; entender, nem sempre

Dia desses me peguei murmurando sem que nem pra quê, como disse o Chico em uma de suas canções, os versos de uma música de Silvio Caldas e Orestes Barbosa. E, como outras vezes e há tanto tempo, me deixei seduzir sobretudo pelas imagens…

A menina que revelou o segredo de Bentinho

Naquele dia ela dormiu o sono dos justos. Depois de ficar submersa em várias jornadas de muita leitura e atento espírito observador, tinha por fim desvendado o verdadeiro segredo por trás da dissimulação de Bento Santiago, o Bentinho,…

A falta que a carta nos faz

Tem uma pitada de saudosismo, sim, mas é também preocupação que vai muito além disso. Explico-me. Deu-se que ontem estive fazendo uma coisa de que gosto muito: ler cartas alheias. Não, não é o que você está pensando! Nada tem de indiscrição…

A leitura nossa de cada dia

Pensando bem, eu tinha certeza em um aspecto e já desconfiava do outro. Mas foi preciso mais tempo, mais informações e mais amadurecimento para juntar as duas pontas da equação e entender melhor a quantas andam a leitura nesses…

A escola e a vida

Velha mania. E sempre dá certo. Por falta de tempo para a leitura imediata ou outra circunstância qualquer, sempre guardo frases, recortes de revistas ou jornais em um canto da mesa de trabalho. A esperança é que em algum dia e momento…