Navegando pela Categoria

Crônicas & Resenhas

“Perdi minha dignidade!”

Em 1.992 encontrava-me em Parintins (AM), minha terra natal, capital nacional do boi bumbá, laborando no escritório local da Funai, que existe até hoje, e dedicava meus esforços profissionais aos meus irmãos Saterê-Mawé, do rio Andirá, no…

Páscoa: para muito além do consumismo

Desde o domingo passado, Domingo de Ramos, estamos vivendo a maior e mais importante semana do calendário católico. É interessante perceber que todo calendário de datas móveis do ano se movimenta em torno da data em que se define o Domingo…

Velha mania de leitor

Dediquei-me por muito tempo aos estudos da Análise de Discurso. Isso se deu, principalmente, durante a última fase da minha carreira na Universidade Federal do Amazonas, até a aposentadoria em 2012. Depois disso, cansei da vida acadêmica.…

A travessia ancestral de Sidney Rezende

As lágrimas toldaram-me ao ler nesta manhã (10/11) a notícia da travessia do rio da vida do meu parceiro musical e amigo de vida Sidão. Sidney Rezende se ancestralizou! O espírito deixou o corpo, que volta à terra, para ir residir no…

Filhos da tucandeira

Às vésperas de se realizar a “dança da tucandeira” no seio da comunidade indígena Saterê-Mawé, os responsáveis pelos jovens que irão se submeter ao rito de iniciação saem em busca das temíveis formigas, tocandira ou tucandeira nas matas ou…

O último biribá            

Tinha crescido ali, bem em frente à janela que dava para o quintal da velha casa. Ninguém sabia dizer se tinha sido plantado ou se nascera ao Deus-dará, como os pés de chicória e de urtiga que, sem quê nem para quê, da noite para o dia…

Exemplar história de Sofia

Dona Sofia observava pela janela da sala a movimentação diária e repetida de homens e mulheres que passavam. Pareciam robôs; máquinas humanas a executar as mesmas tarefas até findar a vida. Com quase quarenta anos, ela pensou na sua vida e…